Qual o melhor café: cápsulas, pó ou pastilhas?

A famosa pausa para o café está longe de ser apenas uma desculpa para ter acesso à sua fonte favorita de cafeína. Mas, sabe qual é o melhor tipo de café?

Qual o melhor café: cápsulas, pó ou pastilhas?
A sua escolha, afinal, não precisa de ser só uma

Há uma década, as máquinas de café em cápsulas estavam a dar os primeiros passos e ter uma em casa era o mesmo que pertencer a um grupo especial de pessoas – que não tomavam um tipo, mas sim experimentavam uma enorme variedade de intensidades e aromas da bebida.

Por outro lado, sempre houve quem preferisse o tradicional café moído. Pronto, estava instalado o debate: afinal qual é o melhor tipo de café e qual devemos escolher? Existe algum que traga mais benefícios e vantagens?

Neste artigo vamos responder às grandes questões que cercam o consumo de café: qual deve escolher, qual traz mais vantagens e qual é a forma mais económica de saborear a sua bebida predileta.  Vamos ajudá-lo a decidir qual é a melhor opção, de acordo com as suas necessidades, e apresentar uma novidade: afinal, pode ter o melhor do café expresso e o melhor do café moído numa só máquina.

Café em cápsulas, moído ou em pastilhas?

Se até há poucos anos atrás, os portugueses tinham de ir ao café da esquina para consumir o seu café, hoje é possível experimentar as delícias de ter esta bebida de qualidade em casa, no escritório, no ginásio e onde mais desejar.

A chegada das cápsulas ao mercado trouxe a enorme vantagem de podermos provar da nossa bebida favorita a qualquer hora e em qualquer lugar. Nunca foi tão fácil beber um café saboroso, certo? Mas, hoje, também é simples ter o seu café moído na altura que desejar.

Cápsulas, pastilhas ou pó: vantagens e desvantagens

cafe

Não é segredo nenhum: as cápsulas ficam mais caras. Talvez este seja um dos maiores argumentos dos defensores das máquinas de café tradicionais de manípulo.

No entanto, é indiscutivelmente interessante poder provar as novidades e os múltiplos sabores que esta primeira opção nos oferece. Mas, mesmo nas casas onde o café moído é a eleição, não restam dúvidas que há sempre um elemento da família que fica privado de apreciar os aromas que as marcas das cápsulas colocam no mercado. Certo? Há, até, quem tenha em casa as duas versões de máquinas prontas a entrar em ação – um hábito que, agora, passa a ser absolutamente desnecessário. Fique atento e vai entender melhor o que queremos dizer.

Vantagens das cápsulas e desvantagens do pó

Uma das principais vantagens que a tecnologia das máquinas de café em cápsulas nos trouxe foi a praticidade. Essas máquinas são mesmo mais simples e rápidas de usar, ainda que a questão da qualidade, do sabor e do custo possa existir. Para quem bebe pouco café, elas são excelentes opções, mas para as famílias que não abrem mão da bebida em diversas alturas do dia, esta escolha pode ser sinónimo de um gasto significativo.

Para além disso, é sabido que o café em cápsulas mantém algumas das suas propriedades mais importantes. Sabia, por exemplo, que quando abre um pacote de café em pó, ele sofre uma perda significativa de sabor? Ou seja, a sua qualidade está comprometida e quanto mais tempo deixar passar, mais alterações vão ser sentidas no seu paladar. O mesmo acontece com o café em pastilhas. O encapsulamento hermético, ao contrário dos outros sistemas, ajuda a preservar as melhores características e a garantir a qualidade superior da bebida. Ainda não está convencido?

Outra vantagem do café em cápsulas é a higiene, uma vez que estas máquinas não pedem tantos cuidados de limpeza (para além de não deixarem cair o pó no chão ou balcão da cozinha). Tirar um café passou a ser tão simples quanto inserir a cápsula na máquina e premir um botão.

Desvantagens das cápsulas e vantagens do café moído

Temos duas desvantagens a apontar na escolha de uma máquina de café em cápsulas: a fidelização a uma só marca e o preço.

Uma grande parte das máquinas de café em cápsulas exige a utilização de um só tipo e marca, obrigando o consumidor a estar sujeito aos preços e sabores de uma empresa em específico. Ao comprar uma destas máquina de café, é importante ter em conta que, para além de estar restrito ao café em cápsulas, também vai estar fidelizado a apenas uma marca. E, seja como for, não há volta a dar, pois escolher as cápsulas é – também – escolher gastar mais.

A melhor alternativa: uma máquina “3 em 1”

dimobilli-d2

A grande questão das máquinas de café é ter de escolher entre um tipo. Mas, e se pudesse escolher os três, à vez? Agora já pode. As preferências em casa podem ser muitas, mas já há uma nova forma de fazer qualquer tipo de café, quando e como quiser. Sim, leu bem. Agora já pode usufruir das vantagens – e escapar das desvantagens – de todos os tipos de café.

Acaba de ser lançada no mercado uma máquina que é um verdadeiro “3 em 1”. Como? É simples: ela faz café à escolha. Cápsulas? Pó? Pastilhas? Sim, sim e sim. Pode ter tudo quando quiser e como quiser. Basta escolher o que mais lhe apetece na altura e pôr a Dimobilli a trabalhar para si.

Tem amigos em casa ou vai receber a família no fim se semana? Então é certo que não vai querer abrir mão da agilidade e praticidade das cápsulas. No dia a dia prefere o sabor do café moído ou quer beneficiar da economia desta opção? Seja qual for a sua escolha, uma coisa é certa: faça o seu café preferido na Dimobilli.

A máquina, que é uma exclusividade das lojas Rádio Popular, produz café para todos os gostos e contribui para encerrar a discussão aí em casa. A sua versatilidade tem conquistado um mercado que, para fugir aos altos preços das cápsulas e às limitações das máquinas de manípulo, acaba por optar pelas múltiplas formas de consumir café de qualidade em casa.

A nova máquina de café expresso – que faz ainda chás, cappuccino e chocolate quente – está à venda por 99,99€, utiliza café em pó, pastilhas e cápsulas de café (Delta Q e Dolce Gusto), tem um depósito de 1 litro e 19 bars de pressão.

Precisa de mais alguma desculpa para escolher a nova máquina de café aí de casa?

Veja também: