Seguro automóvel: 5 erros comuns a evitar

Existem erros muito comuns que devem ser evitados no seguro automóvel, isto se quiser poupar algum dinheiro com esta despesa obrigatória para quem tem carro. Conheça os principais erros a evitar.

Seguro automóvel: 5 erros comuns a evitar
Os erros mais comuns que deve evitar ao escolher o seguro do seu carro

A procura de um seguro automóvel é, normalmente, marcada por uma grande premissa: encontrar o seguro automóvel, dentro de determinadas necessidades, mais barato. No entanto, existem muitas variáveis que devem ser consideradas para que se alcance o objetivo. Não ter em atenção a variabilidade de ofertas, as diversas coberturas e os vários tipos de seguros existentes, por exemplo, origina erros. Conheça, de seguida, os 5 erros comuns a evitar com o seguro automóvel.


1. Focar-se, exclusivamente, no plafond e franquia

É muito comum nos focarmos, quase exclusivamente, no valor do capital mínimo de cobertura (muitas vezes denominado plafond), até pelo impacto dos valores em causa, ou na franquia (valor da reparação do veículo que, no caso de um sinistro, cabe ao cliente pagar, ficando o restante a cargo da seguradora). É verdade que quanto maior a cobertura e/ou menor a franquia, maior o valor do seguro, no entanto, essa aparente poupança pode redundar em maior gasto. O melhor é ter um valor de cobertura adequado a si e ao seu automóvel para depois não ter surpresas desagradáveis, caso aconteça algum sinistro que ultrapasse largamente o montante do valor indemnizatório. O mesmo se passa com as franquias. Por exemplo, no caso do seguro automóvel com cobertura de danos próprios escolher as franquias mais elevadas pode permitir descontos até 75% nos prémios.


2. Não tentar combinar seguros

Um dos erros comuns a evitar com o seguro automóvel é não tentar combinar o mesmo com outros seguros. Ainda que nem sempre seja verdade, contratar mais de um seguro na mesma seguradora ou mediador pode permitir descontos no preço do pacote. Pesquise e compare para ver se esta opção pode ser compensadora.


3. Não aproveitar/reclamar promoções/descontos

A maioria das companhias de seguro oferece descontos numa variedade de situações, incluindo, por exemplo:
  • Ter um bom registo de condução (sem sinistros);
  • Longevidade do cliente;
  • O veículo possuir ou ter incluído determinados dispositivos específicos de segurança.
Além disso, as próprias seguradoras têm campanhas de descontos. Cabe a si pesquisar e aproveitar/reclamar essas promoções/descontos.


4. Duplicar coberturas ou adquirir coberturas não necessárias

Contrate apenas as coberturas que precisa, eliminando o que considera excedente. Estas coberturas devem ser revistas anualmente. Deve também ter em atenção a duplicação de coberturas analisando, por exemplo, as coberturas dos seguros associados aos cartões de débito e crédito, e/ou demais seguros, como a habitação e compará-las com as do automóvel. É possível que encontre coberturas em duplicado.


5. Inércia na pesquisa

Um dos erros mais comuns que deve evitar com o seguro automóvel é deixar-se levar pela inércia e não pesquisar para ter a certeza que o seu seguro não está demasiado caro. Anualmente pesquise ou recorra a simuladores para saber se será possível encontrar o mesmo serviço, e mesmas coberturas que possui, a melhor preço. Ou então, encontrar seguros com valores semelhantes, mas com mais serviços ou coberturas que lhe possam ser úteis.


Veja também: