Seguro de saúde para bebé: vale a pena?

A chegada de um novo elemento à família traz diversas implicações e um seguro de saúde para bebé pode evitar muitas dores de cabeça aos pais.

Seguro de saúde para bebé: vale a pena?
O seguro de saúde para bebé pode ser uma mais-valia

Fazer um seguro de saúde para bebé pode ser crucial para o bem-estar da criança, pois estes seguros cobrem despesas como idas ao pediatra, hospitalizações, imunizações, etc.

Receber um novo elemento na família implica fazer muitas alterações no estilo de vida dos pais, bem como ter em conta precauções extra.

Todas as seguradoras de saúde oferecem serviços de seguro de saúde para bebé, mas é preciso saber escolher a apólice mais indicada, sendo a simulação de seguro uma boa ideia para ajudar na escolha.

A melhor opção pode ser abranger a criança no seguro de saúde familiar, em vez de estar a fazer um seguro para cada elemento da família. Esta alternativa fica mais em conta e os serviços oferecidos são os mesmos para toda a família.

Especialmente em casos de crianças que nasçam com deficiências motoras e doenças crónicas, os seguros de saúde assumem uma importância vital e constituem uma decisão importante a ser tomada por parte dos pais. Mas mesmo que a criança seja saudável, um seguro de saúde deve ser uma prioridade.

Tipos de seguros de saúde para bebé

O tipo de seguro a escolher depende do tipo de acesso a serviços médicos que se pretender ter:

  • Um seguro de saúde completo garante o acesso a médicos, hospitais e clínicas privadas (em caso de acidente ou doença);
  • Um seguro de saúde base providencia o acesso a serviços médicos públicos e privados, sendo mais económico.

 

Bebe

Modalidades de pagamento do seguro

Um seguro de saúde para bebé custa entre 10 a 15 euros mensais (com possibilidade de acesso a cobertura de hospitalização, a assistência ambulatória, segunda opinião médica, cobertura de internamento e consultas de especialidade, estomatologia e oftalmologia), se for um seguro individual. Caso o seguro de saúde para bebé seja adicionado ao plano de seguro da família, o valor do pacote completo ronda os 65 euros mensais.

1. Co-pagamento

A maioria dos serviços está disponível através de um preço previamente estipulado, associada a uma rede de prestadores de serviços de saúde, em que parte é pago pelo cliente e o restante é suportado pela seguradora.

2. Reembolso

Dependendo do tipo de serviço e da sua localização, alguns seguros fazem o reembolso da despesa. O cliente paga a despesa de saúde e depois, mediante a apresentação dos comprovativos, a seguradora devolve o dinheiro (de acordo com a apólice).

Os seguros de saúde para bebés são uma boa opção para proteger as crianças e assegurar o seu bem-estar. Contudo, no momento de decidir qual é o seguro mais indicado, é preciso primeiro analisar o seguro que abrange toda a família e ver a opção mais indicada, ajustando-a ao estilo de vida familiar.

É aconselhável que, no momento da escolha do serviço e da assinatura do contrato, as coberturas que o seguro oferece sejam atenciosamente analisadas, pois pode dar-se o caso de o contrato contemplar coberturas desnecessárias, o que torna o prémio do seguro mais caro.

A Deco recomenda, no caso de se pretender fazer um seguro que abarque serviços médicos orais, que se subscreva antes um seguro dentário.

Onde procurar um seguro de saúde para bebé

A oferta do mercado no que toca a seguros de saúde para bebé é cada vez maior em relação a tipos de serviços e preços. Algumas seguradoras que facultam estes serviços são:

 

Veja também:

Ana Duarte Ana Duarte

Jornalista e gestora de comunicação no projeto Patient Innovation, Ana Duarte é mestre em Ciências da Comunicação, pela Universidade do Porto. A sua paixão pela escrita começou cedo, quando aprendeu a escrever e começou a criar os seus próprios jornais. Interessa-se por tecnologia, desporto, cinema e literatura.