Spinalonga: de colónia de leprosos a paraíso turístico

Conhecida como Ilha Leper, Spinalonga é agora um paraíso para os turistas. Saiba mais sobre como esta ilha está a mudar aos poucos.

Spinalonga: de colónia de leprosos a paraíso turístico
Conheça esta misteriosa ilha grega

Spinalonga é uma pequena ilha de 8,5 hectares no Golfo de Mirabello que ficou completamente assombrada pela história que a caracteriza.

A árida e rochosa Spinalonga serviu como uma fortaleza militar e, em 1904, quando os cretenses expulsaram os turcos de Spinalonga, o ilhéu foi transformado numa colónia de leprosos, para onde, em 1913, altura em que Creta se tornou parte da Grécia, qualquer pessoa afligida com a doença era enviada.

Chegaram a estar hospitalizados naquela colónia quase 400 pessoas infetadas com lepra. Esta história pesada apenas viu um fim em 1957 e inspirou a autora Victoria Hislop a escrever o best seller mundial “The Island”.

Atualmente, milhares de turistas visitam Spinalonga todos os verões, vindos de barco de Agios Nikolaos, Elounda e Plaka, para um passeio pelos edifícios arruinados, cuja manutenção é, lentamente, levada a cabo pelo Serviço Arqueológico.

O nome de Spinalonga

forte de spinalonga

Hoje, o nome Spinalonga é aplicado apenas ao ilhéu, mas os venezianos usavam-no para incluir a grande península de Nissi ou Kolokytha, que está ligada a Elounda por um istmo estreito.

O nome de Spinalonga apareceu em meados do século XVIII, concedido pelos conquistadores venezianos, que, desconhecidos do grego, transformaram o nome original do local “Stin Olounda”, para Spinalonde e depois para Spinalonga, como simbologia pela forma da ilha: um espinho longo (spina longa).

A pesada história de Spinalonga

Numa ilha onde os leprosos de Creta e da Grécia foram mantidos em isolamento até 1957, nasceu uma história sobre amor e dor, separação e medo.

A ilha de Spinalonga forma um “mecanismo” de defesa natural para o porto de Elounda e, em 1579, os venezianos construíram uma poderosa fortaleza nas ruínas de uma antiga acrópole, mantendo-a sob controlo até 1715. Hoje, milhares de turistas visitam Spinalonga visto ser também um dos locais arqueológicos mais populares de Creta.

Como está hoje a Ilha de Spinalonga?

spinalonga

Atualmente, a intrigante e atmosférica Ilha de Spinalonga atrai muitos visitantes e é uma das principais atrações turísticas de Creta. Poderá chegar lá de barco, através da aldeia de Elounda e da cidade de Agios Nikolaos. Irá desembarcar num túnel chamado de Dante’s Gate – o Portal de Dante, assim chamado pelo facto de as pessoas infetadas com lepra desconhecerem por completo o que as esperava.

Uma caminhada por Spinalonga mostra-nos algumas das melhores vistas das águas azuis claras que cercam a ilha e durará apenas uma hora. Mas a serenidade do lugar e os remanescentes da história recente levarão, certamente, a que despenda mais tempo para interiorizar tudo o que lá aconteceu.

Desde uma pequena rua com casas de ambos os lados, uma pequena igreja, o cemitério onde centenas de pessoas foram enterradas até à colina onde se encontram os vestígios do antigo hospital onde tantas foram tratadas… Uma viagem que fará qualquer um perceber melhor a história de um local marcado por uma história ímpar.

Veja também: