AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

Teletrabalho: vantagens e desvantagens… para as empresas

Descubra porque cada vez mais empresas se “rendem” ao teletrabalho ou quais os contras que enfrentam.  

Teletrabalho: vantagens e desvantagens… para as empresas
A modalidade está a ganhar adeptos no mercado de trabalho.

O mercado de trabalho está em constante mudança e essas mudanças trazem novas metodologias e práticas laborais. E se antes o teletrabalho poderia ser raro, nos dias que correm não só é frequente, como – em muitos casos – uma opção para empresas e trabalhadores. O tema não é novo. Já dele aqui falamos antes, mas muito ficou por dizer. Se antes exploramos as vantagens e desvantagens do teletrabalho para os profissionais, desta vez debruçamo-nos sobre a perspetiva das empresas.
 

Prós e contras do teletrabalho para os empregadores

Facilmente se percebe que são já várias as empresas que possibilitam ou optam por manter os seus colaboradores em regime de teletrabalho. Uma prática possível graças à evolução das tecnologias, que possibilitam que a comunicação quase imediata entre ambas as partes (profissionais e empresas). Mas mais do que uma evolução tecnológica, esta prática configura uma alteração de mentalidades. Obviamente, o teletrabalho só é uma possibilidade porque tem vantagens para as empresas, essencialmente monetárias. Mas nem só de vantagens é feita esta modalidade, as desvantagens também dão o “ar da sua graça”.

 

Os prós:

1. Redução de custos
Esta é, provavelmente, a maior e mais importante vantagem do teletrabalho para as empresas. Ao contratar profissionais neste regime, a empresa reduz (drasticamente) os custos associados. Não só poupa no espaço e recursos materiais dos colaboradores (como equipamentos informáticos, mobiliário, etc.), mas também das despesas de transporte, alimentação, faltas dos colaboradores ou acidentes de trabalho, por exemplo.

2. Aumento da produtividade
Quem o diz não somos nós, mas vários estudos realizados a nível internacional e que concluem que se verifica um aumento da produtividade entre 30 a 60% dos trabalhadores em regime de teletrabalho, isto porque (por exemplo) ao trabalhar a partir de casa se pode aproveitar o tempo gasto em deslocações ou se constata uma redução dos índices de stress entre os profissionais.

3. Flexibilidade no planeamento e estruturação do trabalho
Segundo os especialistas, o teletrabalho possibilita às empresas uma melhor gestão e planeamento dos seus fluxos de trabalho. Além disso ainda torna os processos de decisão mais rápidos e diminui a burocracia associada ao fluxo de trabalho.

4. Agiliza o processo de recrutamento
O regime de teletrabalho não só possibilita um aumento das ofertas de trabalho/emprego, mas também facilita o processo de recrutamento e reduz os custos do mesmo, possibilitando – por exemplo – a contratação de colaboradores distantes, sem que isso signifique custos adicionais para a empresa.

 

Os contras:

1. Dificuldade em supervisionar o trabalho
Ainda que as novas tecnologias permitam uma comunicação constante e quase imediata entre as duas partes, nem tudo “é um mar de rosas”. Uma das grandes dificuldades que as empresas enfrentam com o teletrabalho está relacionada com a avaliação do desempenho dos colaboradores e com a supervisão dos trabalhos em andamento.

2. Riscos associados à segurança e confidencialidade da informação
Aqui estão dois pontos críticos quando se fala em teletrabalho. Repare. Toda a comunicação entre a empresa e o colaborador (profissional em teletrabalho) se faz através de meios digitais (emails, Skype, chats, etc.), o que tem alguns riscos, já que estes meios de comunicação são vulneráveis e podem permitir fugas de informação, muitas vezes confidencial.

3. Resistência a mudança
Apesar da mudança de mentalidades, nem todos estão preparados para “abraçar” o teletrabalho. Aqui o problema, muitas das vezes, está relacionado com a falta de preparação e/ou informação sobre a gestão deste método de trabalho, o que em muitos casos dificulta a implementação e o desenrolar do trabalho à distância.

4. Enfraquecimento dos laços entre a equipa
Um dos conceitos mais valorizados em termos laborais é o trabalho de equipa. Conceito esse que é dificultado (senão mesmo enfraquecido) com a introdução do teletrabalho, já que perante a existência de trabalhadores remotos, dispersos por várias localizações geográficas e dada a falta de contacto presencial entre os vários elementos da equipa o desenvolvimento de uma cultura empresarial forte e coesa se torna mais difícil. 

 

Teletrabalho: sim ou não?

Há quem defenda e quem condene o teletrabalho. Há quem encare esta prática laboral como uma possibilidade e há quem a rejeite perentoriamente. Cada empresa e cada profissional terá a sua opinião. Conhecendo as vantagens e desvantagens do teletrabalho, cabe a cada uma das partes analisar a sua situação e decidir se a opção é válida ou não.
Dois minutos chegam para concorrer ao emprego dos seus sonhos >>
Veja também: