Transferências bancárias: tudo o que precisa de saber

As transferências bancárias fazem parte do dia-a-dia de muita gente. Para as realizar, basta saber que opções tem e os dados que necessita.

Transferências bancárias: tudo o que precisa de saber
Escolha a forma mais cómoda de fazer transferências bancárias

Devem ser poucas as pessoas adultas que nunca tenham feito transferências bancárias. Por variadíssimos motivos, é muito habitual precisarmos de enviar dinheiro a alguém ou a alguma entidade. Hoje em dia, não estamos limitados a uma opção. Por isso, é tudo uma questão de perceber que método lhe é mais cómodo para não perder tempo e até dinheiro.

As 3 formas de fazer transferências bancárias

No banco

O método tradicional de se fazer transferências bancárias é indo até um balcão do seu banco e pedir para realizar a operação. Mas nem sempre temos um balcão por perto quando precisamos de fazer transferências bancárias. Para além disso, às vezes é preciso enfrentar longas filas e, a menos que tenhamos muito tempo livre ao longo do dia, nem sempre é possível esperar.

Não se esqueça que os bancos apresentam ainda outra limitação: fecham às 15h. Quem tem um horário de trabalho normal, dificilmente consegue ir a um banco noutro horário que não seja a hora do almoço. E mesmo assim o tempo pode não ser suficiente. Por outro lado, para quem não tem muita prática no assunto, há a vantagem de ter a orientação do profissional que o/a atende.

No multibanco

As transferências bancárias no multibanco dão-nos mais liberdade do que as que são feitas no balcão. Podemos ir a qualquer hora e, a menos que acabemos por escolher um multibanco muito concorrido, não corremos tantos riscos no que diz respeito às filas.

O processo é simples, basta selecionar a opção desejada e preencher os dados solicitados. Como há um multibanco em quase todo o lado, é quase certo que perderá menos tempo do que indo ao banco. Tenha atenção à confirmação das transferências bancárias, onde lhe aparece o nome do destinatário. É importante garantir que está a fazer o envio de dinheiro para a pessoa certa.

multibanco atm

Online

O homebanking é, provavelmente, a forma mais prática para fazer transferências bancárias. Não precisa de sair de casa, de enfrentar filas e, se não for uma primeira transferência, os dados deverão estar gravados. Basta ter o homebanking ativo, através da solicitação do serviço num balcão do seu banco, e pode começar a fazer transferências bancárias e outras operações de forma mais cómoda.

Dados e documentos necessários para fazer transferências bancárias

Para fazer transferências bancárias vai precisar de alguns dados ou documentos.

Em qualquer um dos métodos

IBAN: é o Número Internacional de Conta Bancária. Se não tiver o IBAN do destinatário, nada feito. Antigamente, usávamos o NIB que, entretanto, caiu em desuso. No balcão é aberta uma exceção e é possível utilizar o número de conta do destinatário, caso não tenha o IBAN.

No banco

Documento de identificação: para poder fazer uma operação no balcão do seu banco, precisa de se identificar para que os agentes permitam que movimente dinheiro da sua conta.

No multibanco

Cartão de débito: neste caso, até pode estar a movimentar a conta de outra pessoa ou empresa, mas sem o cartão e o respetivo PIN não será possível.

Online

Códigos de acesso e cartão matriz: para aceder ao homebanking, precisa do número de contrato que lhe é dado no banco, no momento em que pede a ativação do serviço, e do código escolhido por si. Para finalizar a transferência, precisa de introduzir alguns dos números do cartão matriz que o banco também lhe fornece, para que as operações sejam aprovadas e feitas de forma segura.

homebanking banco online

Prazos e custos da operação

O dinheiro transferido pode ou não ficar imediatamente disponível na conta do destinatário. Tudo depende das horas a que faça a transferência e se o destinatário é ou não do seu banco.

  • Se fizer uma transferência até às 15h, caso o destinatário seja do seu banco, é provável que o dinheiro fique imediatamente disponível;
  • Se o destinatário for de um banco diferente, o valor deve ficar disponível até 24h;
  • Depois das 15h, o dinheiro pode só chegar no dia seguinte, para o mesmo banco, ou até 48h, para um banco diferente.

Entre contas do mesmo banco, não deverá haver custos ao fazer transferências bancárias. Já para bancos diferentes há, normalmente, custos associados. Mas, por vezes, esses custos são mais baixos se fizer a transferência via homebanking.

Transferências bancárias internacionais

Se pretender enviar dinheiro para fora do país, os requisitos poderão variar ligeiramente de banco para banco, mas os dados e documentos que mais frequentemente são solicitados são:

  • Nome completo do titular da conta;
  • Valor a transferir;
  • IBAN;
  • SWIFT (código internacional de identificação do banco);
  • Morada de destino.

Alguns bancos permitem que se faça transferências internacionais através do homebanking de forma segura. Informe-se junto do seu banco se tem essa possibilidade.

Veja também:

Continuar a Ler