Publicidade:

Os 7 melhores destinos para viajar em junho

Não espere mais e escolha um dos seguintes destinos para viajar em junho. Comece hoje mesmo a traçar o seu roteiro. Preparado para pensar nas malas?

Os 7 melhores destinos para viajar em junho
Saiba para onde viajar em junho

Se é daquelas pessoas que precisa de uma pausa de vez em quando, aconselhamos que a faça quando o ano vai a meio e que se prepare para viajar em junho. Em junho os preços ainda não são exorbitantes, como nos meses em que o verão é mais acentuado e quente, bem como o tempo é já solarengo e ameno.

7 destinos para viajar em junho


1. Croácia

croáciaFonte: Pixabay/neufal54

A Croácia é um destino económico, quando comparando com o que a Grécia tem para oferecer e os preços que pratica. Na Croácia há também um combinar de locais históricos e praias paradisíacas, a um preço bem amigável.

Em junho, o tempo bom tornará inesquecível uma visita sua aos vários pontos altos da Croácia, como, por exemplo, Zagreb, Parque Nacional de Plitvice e Dubrovnik.

2. Londres

londresFonte: Pixabay/TheDigitalArtist

Se quer visitar Londres numa boa altura, junho é decididamente o mês em que deve fazê-lo. O clima da capital britânica é, durante muitos meses, ingrato, contudo, com o chegar de junho, esta capital coloca o céu nublado de lado e troca-o por um céu limpo com um sol bem amigável.

Uma vez em Londres, visite os seus lindíssimos e imperdíveis museus – sugerimos os vizinhos Science Museum e Natural History Museum -, conheça os seus enormes parques, como o Hyde Park e o St. James Park e explore também alguns dos seus mercados – o Portobello Market, se gosta de antiguidades, e o Camden Lock, se gosta de locais alternativos.

Não podemos ainda deixar de sugerir que conheça as ruas e locais mais vibrantes com lojas de designer, que não encontra em todo o lado, como na Regent Street ou no Covent Garden.

3. Malta

maltaFonte: Pixabay/Derks24

Este pode ser o menor país da União Europeia, mas é um país enorme no que toca a tudo aquilo que lhe pode oferecer. Aqui reina a língua inglesa, pelo que, caso tenha aptidão para o inglês, nunca se irá sentir perdido.

Aproveite o tempo de junho para visitar a linda cidade de Valetta, repleta de heranças árabes e visitar Blue Grotto, uma gruta no meio do Mediterrâneo, onde o fim do azul do mar se confunde com o início do azul do céu.

Prove a gastronomia local, faça umas caminhadas relaxantes, visite as ruínas neolíticas de Malta e deixe-se encantar pela localização fantástica deste país.

4. Polinésia Francesa

polinesia francesaFonte: Pixabay/Julius_Silver

Outro dos destinos que sugerimos para quem vai viajar em junho é a Polinésia Francesa. Este arquipélago deserto e montanhoso é um convite ao romance. Com uma vegetação exuberante e um oceano de tons azúis nunca vistos, a Polinésia Francesa oferece lindíssimos e icónicos bungalows cercados por recifes de corais.

Aproveite junho, o mês em que este arquipélago já se encontra com um clima apetecível, mas ainda não se encontra sobrelotado.

5. Havai

hawaiFonte: Pixabay/edrio13

Todas as alturas são ideais para visitar o Kauai, mas é em junho que esta ilha havaiana apresenta condições perfeitas tanto a nível meteorológico como para a prática do surf, ou para fazer um passeio de barco ao longo da costa de NÄ Pali ou, se preferir, para mergulhar na Baía de Hanalei e explorar os Vales do Waimea Canyon.

Aproveite para viajar em junho e desfrutar de tudo o que o Kauai tem para lhe oferecer, pode optar por ficar pelas suas fantásticas praias a desfrutar do sol e do mar, mas considere também levar consigo calçado confortável para subir os Vales do Waimea Canyon e perder o fôlego com a paisagem! Estes vales são considerados o Grand Canyon do Pacífico, faça-lhes uma visita.

6. Cuba

cubaFonte: Pixabay/12019

Perca-se nas cores de Havana, espelhadas nos seus carros tradicionais e nas suas casas.

Além de visitar a chamada Havana Velha, o local onde tudo acontece, desde bares, museus, praças, restaurantes e as famosas casas coloridas, considere ainda visitar a Plaza de la Catedral e o Edifício do Capitólio Nacional, que foi a sede do governo de Cuba após a Revolução Cubana em 1959, e cujo desenho foi inspirado no Capitólio dos Estados Unidos em Washington, DC.

Pelo seu significado e carga emocional, a Praça da Revolução é também um local a não perder, onde pode encontra murais de fotografias famosas de Che Guevara e de Camilo Cienfuegos.

Se pretende viajar em junho para Havana, aceite a nossa sugestão e embarque numa excursão num dos seus carros coloridos tradicionais.

7. Tailândia

tailandiaFonte: Pixabay/Felix_Broennimann

Embora tendo temperaturas imprevisíveis, a monção de sudoeste, entre maio a novembro, traz alguma chuva que, poderá em alguns períodos ser uma chuva pesada. Durante este período as temperaturas de Banguecoque andam geralmente entre os 20 e os 32 graus. Não se deixe assustar pela chuva, pois há muito para ver em Banguecoque entre quatro paredes, desde galerias de arte, bons restaurantes e ainda spas especializados em aromaterapia e técnicas ayurvédicas.

Com mais de 45 milhões de visitantes por ano, Banguecoque demonstra ser uma das cidades mais adoradas pelos turistas. Mas, se quiser fugir a grande cidade, perca-se pelos caminhos paradisíacos da Tailândia, com paisagens de tirar o fôlego.

Veja também: