Vidros escurecidos: conheça a legislação em vigor

Quer colocar vidros escurecidos no seu carro? Saiba qual a legislação em vigor e siga as regras.

Vidros escurecidos: conheça a legislação em vigor
Saiba mais sobre esta matéria

É cada vez mais comum encontrar carros com vidros escurecidos fora do universo “Tunning”. Ainda assim, a aplicação destas películas tem de obedecer a um conjunto de regras homologadas por lei.

Há uns de origem, outros são colocados passado algum tempo. Há ainda películas e tonalidade já de origem no vidro. Falamos de vidros escurecidos que, se não vierem no momento da compra do carro novo, podem dar muitas dores de cabeça e um rombo na carteira.

Há quem goste e outros que preferem deixar a opacidade dos vidros de parte. Para aqueles que querem um pouco de privacidade dentro do carro e alguma proteção solar, fique a conhecer a legislação e preços deste mundo mais escuro.

Saiba que os vidros podem ser escurecidos originalmente e há também as películas, que podem ser aplicadas, mas há vários fatores a ter em conta. Vamos aprofundar um pouco esta última opção.

Como são feitos os vidros escurecidos?

Os vidros escurecidos são feitos através da aplicação de uma película de laminação de vidros que serve até para aumentar a resistência do vidro até mais sete vezes. Esta película serve para proteger o interior do carro dos raios UV e diminui a probabilidade de estilhaços em caso de acidente.

Os vidros escurecidos ajudam, ainda, a diminuir o calor dentro dos veículos expostos aos raios solares, reduz o encadeamento e aumenta a privacidade já que dificulta a visualização dos objetos (ou pessoas) que estão dentro do automóvel.

Vidros escurecidos: conheça a legislação

 De acordo com a legislação em vigor, as películas só podem ser aplicadas se forem consideradas válidas pelo Instituto da Mobilidade e dos Transportes (IMT).

A instalação só pode ser feita por uma empresa que tenha o Certificado de Aplicação e, depois da aplicação, é necessário fazer uma inspeção extraordinária dos veículos do Tipo B.

Aprovada a alteração, os vidros escurecidos devem estar devidamente identificados no Documento Único Automóvel (alteração deve ser feita nas delegações do IMT). A taxa para esta alteração é de 150€ (sem contar com o valor da respetiva aplicação da película no vidro, que pode chegar aos 200€).

As películas têm de ser homologadas

Para tal têm de passar em testes de resistência ao fogo e fragmentação. Depois de passar estes testes têm de conter uma marca que confirma a sua homologação em local legível e indelével quando afixadas nos vidros.

A fixação

Estas películas para tornar os vidros escurecidos não podem ser afixadas em vidros com a indicação de saída de emergência. Este não será um problema para a maioria dos veículos, já que os nosso carros não têm saídas de emergência.

A visibilidade

As películas não podem conter bolhas de ar ou descolarem, caso contrário poderá ter de as remover, já que a sua visibilidade pode estar comprometida. Estas situações são verificadas aquando da inspeção periódica.

Percentagens de opacidade

Todos os vidros do seu automóvel podem ser escurecidos, contudo há alguns pormenores a ter em conta. O pára-brisas não pode ter uma opacidade superior a 25%. Os vidros das portas da frente (à frente do pilar B) não podem ultrapassar 30% de opacidade. De resto, todos os vidros traseiros não têm qualquer limitação quanto à opacidade das películas.

Preços dos vidros escurecidos

Não é barato colocar os vidros escurecidos no carro. Para a aplicação espere valores a rondar os 200€, isto é, cerca de 40€ por vidro. Contudo cada caso é um caso e peça sempre um orçamento.

Tem ainda de se preocupar com o averbamento ao Documento Único Automóvel. Para estes casos os preços rondam os 250€. Depois da aplicação tem ainda de fazer uma inspeção do tipo B que custa cerca de 100€. No total, espere gastar mais de 500€.

Dica útil

Se quiser colocar películas espere pela altura da inspeção anual ao seu carro. Desta forma aproveita para fazer as duas de uma só vez, poupando cerca de 30€.

Tipos de películas

Existem diversas marcas de películas para tornar os vidros escurecidos e dois tipos de classificação das ditas películas:

  • À frente do Pilar B
    Neste caso, falamos do para-brisas e os vidros do condutor e do passageiro da frente;
  • Atrás do Pilar B
    São os vidros dos lugares traseiros e da bagageira.

Em cada um dos casos, é estabelecida uma percentagem para o nível de escurecimento da película a ser aplicada:

  •  Atrás do Pilar B:
    5%, 15%, 20%, 35% ou 50%;
  • À Frente do Pilar B:
    Nestes casos devem ser aplicadas películas de segurança transparentes (70% no vidro do condutor e do passageiro da frente 75% no para-brisas).Os veículos ligeiros de mercadorias não necessitam de passar por todo o processo de legalização e também é facultativo o uso da marca da homologação em todos os vidros (ao contrário do que acontece nos veículos ligeiros de passageiros).

Se quer conhecer todas as películas homologadas pelo IMT, consulte a lista através deste link.

Veja também:

Continuar a Ler