Bancos: Avaliação de casas diminui

Apesar de em relação a Dezembro, a avaliação bancária ter aumentado 0.2%, caiu 3,3% em Janeiro tendo em conta Janeiro de 2010.

Bancos: Avaliação de casas diminui

De acordo com o INE -  Instituto Nacional de Estatística, que realizou um inquérito no âmbito da avaliação bancária na habitação, para concessão de crédito habitação, o valor médio da área metropolitana de Lisboa caiu 2,7% e do Porto caiu 4,6%, face ao mesmo período de 2009.

Foi no norte que mais se sentiram estes decréscimos, tendo sido nos Açores que se verificou o contrário, em que se registou uma variação positiva de 6,6% face ao mesmo mês do ano anterior.

De Dezembro para Janeiro, Lisboa assistiu a um aumento de 0,2%, mas no Porto registou-se uma queda de 1,1%.

O mercado imobiliário está a atravessar grandes dificuldades devido à falta de crédito habitação e também a falta de pessoas que queiram comprar casa própria.

Perante este panorama, muitos proprietários preferem vender as suas casas a baixo preço para não ficarem com o imóvel. Estes estão condicionados e disponíveis para rever em baixa o preços das casas, pois apenas pretendem garantir que conseguem vender a casa.

O certo é que as avaliações bancárias são formas dos bancos dissuadirem os potenciais compradores de pedir crédito.

Vamos agora aguardar para ver que efeitos surgem desta baixa avaliação bancárias de casas. Vamos ver se as dificuldades em vender ou comprar casa vêm dinamizar o sector da mediação imobiliária, ou se irá provocar alguma retracção decorrente das restrições no financiamento bancário e da incerteza dos compradores no que respeita à estabilidade dos seus empregos.