Cerca de vinte câmaras vão baixar ou manter IMI

Lisboa, Cascais, Loures, Sintra, Braga ou Vila do Conde estão entre os municípios que vão reduzir o IMI em 2017.

Cerca de vinte câmaras vão baixar ou manter IMI
Cargas fiscais para 2017.

Há pelo menos duas dezenas de câmaras já decidiram se baixam ou mantêm o Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) em 2017. As autarquias de Lisboa, Cascais, Loures, Sintra, Braga ou Vila do Conde constam entre as que já sabem como aplicar este imposto aos seus munícipes.

A taxa máxima do IMI desceu de 0,5% para 0,45% este ano. Os proprietários, contudo, só vão sentir os resultados em março após pagamento da prestação do imposto. Apesar de tudo, a maioria das autarquias, de norte a sul do país deverá manter o IMI sem alterações, segundo um levantamento efetuado pelo JN/Dinheiro Vivo.

No que diz respeito ao IMI familiar, que entrou em vigor este ano e teve a adesão de 221 dos 308 municípios portugueses, sabe-se que continuará a ser mais baixo para os agregados com filhos a cargo, ou seja, cada dependente oferece um desconto no imposto. Segundo o Ministério das Finanças, existem 474 461 famílias com um dependente que cumprem os requisitos para ser abrangidas pelo IMI familiar, 315 337 com dois dependentes e 44 266 com três ou mais.


Veja também: