Publicidade:

Photo Ark. A nova Arca de Noé já chegou ao Porto

A Galeria da Biodiversidade, no Porto, é a casa portuguesa do projeto Photo Ark.

Photo Ark. A nova Arca de Noé já chegou ao Porto
A maior arca fotográfica do mundo

O projeto Photo Ark é da autoria de Joel Sartore, um fotógrafo que trabalha para a National Geographic há mais de 20 anos e que já documentou mais de sete mil animais em todo o mundo. O projeto já chegou a Portugal e está disponível na Galeria da Biodiversidade, no Porto.

Photo Ark, a nova Arca de Noé

A Galeria da Biodiversidade, no Porto, foi o local escolhido pelo fotógrafo Joel Sartore para acolher o projeto Photo Ark – A nova Arca de Noé. Um projeto que se iniciou em 2005 quando o fotógrafo visitou o Jardim Zoológico de Lincoln, no Nebraska, para fotografar aquele que seria o primeiro animal da sua arca fotográfica: um rato-toupeira-pelado.

Um projeto ambicioso que tem como objetivo fotografar todas as espécies existentes em cativeiro para criar um arquivo inédito da biodiversidade global e para inspirar o público a dedicar-se à conservação das criaturas mais vulneráveis no planeta.

animal

“Vamos perder metade de todas as espécies nos próximos 75 anos, até 2100. (…) É uma loucura pensar que podemos perder metade de todas as espécies e que as coisas ficarão bem. Não, não ficaremos bem”, afirmou o mentor do projeto.

No total, Joel Sartore já conta com mais de sete mil animais fotografados – resultado de inúmeras visitas a mais de 250 Jardins Zoológicos e Santuários da Vida Selvagem, distribuídos por mais de 40 países. Segundo o fotógrafo, faltam ainda cinco mil espécies para atingir a marca das doze mil existentes em cativeiro.

A inédita exposição ficará em Portugal até 29 de abril de 2018 e pode ser visitada de terça a domingo, das 10:00 às 18:00.

Veja também: