Preços podem baixar devido à nova lei das taxas dos cartões

Grande parte dos preços no mercado deve-se ao fato das taxas cobradas nos pagamentos com os cartões serem elevadas. Uma tendência que se vai inverter.

Preços podem baixar devido à nova lei das taxas dos cartões
Comerciantes e consumidores vão ficar a ganhar

Já são antigas as queixas dos comerciantes relativas às taxas abusivas cobradas nas operações de pagamento com cartões de débito ou de crédito. Mas as notícias que nos chegam são, finalmente, favoráveis a esta luta que dura há anos a fio. Sabe-se agora que o Parlamento Europeu “aprovou um limite máximo às taxas interbancárias cobradas aos comerciantes pelas operações de pagamento com cartões de débito ou de crédito”.
 
Esta alteração na lei vai permitir que as empresas consigam poupar 118 milhões de euros por ano, mas as boas notícias não ficam só do lado das empresas. Se há poupança para os comerciantes, também haverá para o consumidor final que, de certa forma, vai assistir a uma quebra de preços já a partir de meados de 2015.
 
Luís Reis, presidente da Associação Portuguesa de Empresas de Distribuição (APED), revela que "é uma certeza que os preços vão baixar para o consumidor final, na exata medida em que as taxas baixarem.
 
Basta ver que todas as reduções das taxas que já aconteceram não foram acompanhadas por um aumento de rentabilidade dos operadores da distribuição, o que demonstra que a totalidade do valor que terá sido poupado foi imediatamente repassado para os consumidores, não ficou nas empresas”, admite.
 
Veja também: