4 aldeias históricas de Portugal que tem de conhecer este ano

Conheça 4 aldeias históricas de Portugal que não podem faltar no seu roteiro turístico para 2017.

4 aldeias históricas de Portugal que tem de conhecer este ano
Vá para fora cá dentro!

Fonte da imagem: Aldeias históricas de Portugal

Gosta de explorar Portugal e os seus recantos sempre que tem uns diazinhos livres? Aprecia aquelas vilas mais antigas e com muita história para contar? Então não pode perder estas cinco aldeias históricas de Portugal; vai ser uma experiência de sucesso garantido!

4 aldeias históricas de Portugal a não perder

Almeida

Localizada no norte de Portugal, Almeida é uma das aldeias históricas de Portugal que não deve mesmo perder. Localizada no Norte de Portugal, surgiu da necessidade, após a Restauração, de se construir uma forma de selar a fronteira. Por esse motivo a sua Praça-forte é de planta hexagonal, constituída por seis baluartes.

Um pouco de história: Acredita-se que Almeida terá tido origem na migração dos habitantes de um castro lusitano, localizado a Norte e ocupado em 61 a.C. primeiro pelos Romanos, e depois pelos povos bárbaros.

Já no período da Reconquista (1190), Almeida foi definitivamente tomada e passou à posse portuguesa com o Tratado de Alcanizes em 1297.

A não perder: Casas brasonadas, Castelo, Igreja da Misericórdia, Paços do Concelho, Portas de Santo António, Quartel das Esquadras, Torre do Relógio.

Onde dormir: O Revelim, um complexo de Turismo de Habitação localizado no coração da vila de Almeida, com 5 quartos com casa de banho privativa. Preços a partir de 90€ por noite.

almeida

Castelo Rodrigo

Castelo Rodrigo é um verdadeiro tesourinho da época medieval. Situada no Distrito da Guarda, é possível encontrar nesta aldeia diversos monumentos de valor acrescentado ao nosso património, desde muralhas, ruínas, Pelourinho, até aos vestígios da presença de uma importante comunidade de cristãos-novos.

Um pouco de história: Este território foi ocupado desde tempos paleolíticos, megalíticos, da cultura castreja, romanos e árabes.

Castelo Rodrigo é uma das aldeias históricas de Portugal que está rodeada por uma cintura amuralhada inicialmente composta por 13 torreões e insere-se na rota de peregrinos a Compostela.

A não perder: Bombardeiras cruzetadas, Casa da Câmara, Casa da Misericórdia, Castelo, Cisterna Medieval, Cubelos, Igreja Matriz, Porta do Sol, Torre de Menagem.

Onde dormir: Casa da Cisterna, em Figueira de Castelo Rodrigo,  um espaço que une o passado e o presente, dispondo de 9 quartos e 2 suites. Preços a partir de 65€ por noite.

castelo rodrigoFonte: Aldeias Históricas de Portugal

Marialva

Situada a poucos minutos da cidade de Mêda, na margem esquerda da ribeira de Marialva, esta é uma das aldeias históricas de Portugal que não pode mesmo perder uma visita, conseguindo transmitir as mais profundas raízes da culturalidade e história portuguesas.

Passando as ruas ladeadas por edifícios ancestrais chegamos à cidadela cercada pelas muralhas em ruínas.

Um pouco de história: Povoada pelos aravos, povo lusitano, a Aldeia histórica de Marialva foi posteriormente conquistada pelos romanos, seguidos dos árabes, até à vitória final de D. Fernando, o Magno, em 1063, na sua conquista das Beiras.

Apesar de em 1855 ter sido suprimido o concelho de Marialva, que passou a englobar o de Vila Nova de Foz Côa, em 1872, Marialva foi incorporada no concelho de Mêda.

A não perder: Antiga Câmara Municipal, Capela de Nª Sª de Lourdes, Capela de Santa Bárbara, Capela do Senhor dos Passos, Igreja de São Pedro, Pelourinho, Casas do Côro.

Onde dormir:  Casas do Côro,  um boutique hotel que é já referência para os projetos de alojamento em Portugal. Preços por noite desde 135€.

marialvaFonte: Aldeias Históricas de Portugal

Piódão

Piódão será, provavelmente, uma das Aldeias históricas de Portugal mais “conhecidas”. Mas não é por isso que perde o seu encanto. É um verdadeiro “must see”! Ao percorrer a Serra do Açor, Piódão parece permanecer escondido. Mas, assim que aparece, fá-lo em grande força!

Piódão é quase um “mini presépio”: as casas são distribuídas pelos socalcos das ruas, estreitas e sinuosas e a cor azul e o xisto imperam. Piódão é classificado como “Imóvel de Interesse Público”.

Um pouco de história: Na época medieval foi formado um pequeno povoado chamado “Casas Piódam”, que depois foi transferido para a atual localização, provavelmente pela instalação do Mosteiro de Cister.

A não perder: Capela das Almas, Eira, Fonte dos Algares, Igreja Matriz, Praia Fluvial

Onde dormir: Casa de Xisto, situada no centro da aldeia histórica do Piódão e  recentemente restaurada. Preços por pessoa a partir de 55€.

piodao

Veja também: