6 aldeias históricas portuguesas para descobrir já

Para fugir à rotina do dia a dia e à agitação da cidade, prepare um fim de semana numa aldeia histórica e reencontre a serenidade em paisagens deslumbrantes.

6 aldeias históricas portuguesas para descobrir já
Organize um fim de semana diferente!

As aldeias históricas no nosso país não só sobressaem pelas magníficas paisagens, como também pelos valores culturais e tradicionais que nos transmitem. Conjugar a beleza natural com a herança cultural transmitida por locais de interesse histórico é uma excelente forma de escapar ao stress da semana de trabalho. Vamos descobri-las?


6 aldeias históricas que o vão deslumbrar


Piódão

Piódão

Esta aldeia está localizada numa escarpa da Serra do Açôr, no concelho de Arganil. Na época medieval, formou-se um pequeno povoado atraído pelas pastagens verdes para alimentar os seus rebanhos. Ali existiu também um Mosteiro de Cister - entretanto desaparecido - mas que pode ter influenciado a original fachada da sua igreja matriz. Inicie o passeio pelo Núcleo Museológico, onde também funciona o Posto de Turismo. A não perder nesta visita, além da referida Igreja Matriz, a Capela das Almas e a Capela de S.Pedro. O passeio deverá passar pela Eira (no cimo da povoação), símbolo do comunitarismo próprio de algumas aldeias; pela Fonte dos Algares - toda construída em xisto -; e ainda a Praia Fluvial, que tem as condições perfeitas para a prática balnear.

Dormir no Piódão >>



Castelo Mendo

Castelo Mendo

Esta aldeia de caraterísticas predominantemente medievais situa-se no concelho de Almeida (que, aliás, merece também uma visita). A Castelo Mendo foi atribuído foral em 1229 por D. Sancho II, e no século XIV era um ponto importante da rede de fortificações da raia beirã. Comece a visita pelo Museu dos Sentidos, onde funciona também o Posto de Turismo. Deve passear pela calçada medieval, já muito fragmentada, passar pela Porta da Vila, pela Porta da Guarda, pela Porta do Castelinho, pela Porta D. Sancho e parar no Pelourinho. Aproveite ainda para descobrir a lenda popular de Mendo e Menda.

Dormir em Castelo Mendo >>



Marialva

Marialva

A cerca de 7km da sede de concelho - a cidade de Mêda - Marialva leva o visitante às raízes mais profundas da história da nação. Foi povoada por Aravos, Lusitanos, Romanos e Árabes e em 1603 foi conquistada por D. Fernando. Visite a Capela de Santa Bárbara, a Capela do Senhor dos Passos e a Igreja de S. Pedro e pensará que viaja no tempo. Conheça a Casa da Judia, uma construção com porta e arco que apresenta na ombreira uma cruz simbolizando um judeu convertido em cristão-novo. Deixe a aldeia pela Porta do Anjo da Guarda, situado a Noroeste.

Dormir em Marialva >>



Castelo Rodrigo

Castelo Rodrigo

Prepare-se para ficar completamente arrebatado pela beleza desta aldeia histórica. Localizada no concelho de Figueira de Castelo Rodrigo, conserva importantes referências medievais. Embora pareça difícil tirar os olhos da paisagem, não se esqueça de reparar na Porta do Sol e na Porta do Largo de S. João. Demore-se um pouco mais na Igreja Matriz e no Pelourinho. Antes de partir, visite a Torre do Relógio e a Torre de Menagem. Aproveite para descobrir a importância desta aldeia nas relações Luso-Castelhanas e na defesa do território nacional.

Dormir em Castelo Rodrigo >>



Castelo Novo

Castelo Novo

Esta aldeia do concelho do Fundão, em plena Serra da Gardunha, possibilita um passeio extraordinário num anfiteatro natural que o deixará encantado e inspirado. Não largue a câmara fotográfica enquanto passeia pela calçada romana que atravessa a vila. Admire as várias capelas e as casas de diversas famílias que acabaram por caracterizar o local. Demore-se no castelo, do qual só resta uma torre quadrangular e refresque-se no Chafariz D. João V ou no Chafariz da Bica. Descubra um pouco mais sobre a história desta aldeia no Núcleo Arquelógico e na Galeria de Arte Manuela Justino.

Dormir em Castelo Novo >>



Linhares da Beira

Linhares da Beira

Localizada no concelho de Celorico da Beira é mundialmente conhecida como a capital do parapente em Portugal. O seu foral foi-lhe concedido em 1169, atribuído por D. Afonso Henriques. No reinado de D. Dinis é edificado o seu Castelo, que se tornou no ex-libris da aldeia. Caminhando pela calçada romana, integrado na chamada Via da Estrela, poderá chegar à Ribeira de Linhares. Não deixe de admirar o Solar Corte Real e o Solar Pina Aragão - edifícios setecentistas -  e as Igrejas Matriz e da Misericórdia.

As aldeias históricas de Portugal perfazem um total de doze aldeias e vilas que se encontram na região centro e são parte de um programa formulado pelo governo português em 1991. Situam-se normalmente em terras altas, por terem sido importantes pontos de defesa do território, o que justifica também a existência de edifícios militares, como castelos e muralhas. Aproveite as temperaturas amenas desta primavera e deixe-se deslumbrar em passeios que nunca mais irá esquecer!

Dormir em Linhares da Beira >>

Veja também: