Alternativas aos certificados de aforro

Certificados do Tesouro, Seguros de Capitalização e Obrigações são algumas alternativas aos Certificados de Aforro para as suas poupanças. Conheça outras.

Alternativas aos certificados de aforro
O Governo alterou as taxas dos certificados de aforro. Neste contexto, sobram dúvidas e receios relativos a alternativas para o seu dinheiro

As recentes alterações na remuneração dos certificados de aforro têm trazido não só a revolta mas também muitas dúvidas dos aforradores portugueses. Aqueles que eram um dos produtos mais interessantes (sem risco) para as poupanças dos portugueses transformaram-se em produtos desinteressantes.

Neste contexto, ficam as dúvidas e as questões relativamente às alternativas mais rentáveis aos certificados de aforro. Neste artigo poderá ver alguns produtos a utilizar para rentabilizar o seu dinheiro.


Depósitos a prazo:

Trazemos a referência aos depósitos a prazo para deixar um alerta. Muitas famílias são tentadas com as campanhas promocionais de vários bancos que procuram atrair as poupanças das famílias. Estas campanhas referem taxas promocionais que são bastante mais interessantes do que as taxas de retorno dos restantes depósitos a prazo. No entanto, sendo certo que estes bancos são tão ou mais sólidos que os restantes, saiba que esta vantagem não tem grande valor financeiro uma vez que falamos de depósitos a prazo com prazo máximo de três meses.


Certificados do Tesouro:

Os certificados do tesouro também viram as suas taxas de retorno baixar significativamente. Contudo, para o médio prazo continuam a ser boas alternativas para as poupanças das famílias uma vez que têm bons níveis de retorno para o risco que comportam (risco zero). Podemos sempre argumentar que são mais interessantes pois os prazos são mais alargados. Contudo, sabemos que as famílias portuguesas utilizavam os certificados de aforro para investir em prazos alargados...


Seguros de capitalização:

Os seguros de capitalização mantêm-se como bons produtos de poupança, especialmente interessantes para prazos mais alargados (até 8 anos e 1 dia), horizonte de tempo que os torna mais vantajosos fiscalmente.

De notar que existem diversos seguros de capitalização, sendo os mais comuns os seguros com capital e taxa de juro garantida. Sugerimos que conheça os seguros que têm participação nos lucros da seguradora, que acabam por trazer taxas de retorno ligeiramente superiores às restantes.


FIQUE ATENTO:
Se quer receber mais notícias gratuitas como esta, basta registar-se no E-Konomista. Toda a informação sobre investimentos e poupanças actualizada ao minuto.

Obrigações:

As obrigações de empresas e de governos são outras alternativas para os certificados de aforro, uma vez que são tidos como tendo menos risco que outros ativos (como as acções por exemplo).

Se tem pouco dinheiro para investir, deverá investir em obrigações com recurso a fundos de investimento. Evite comprar obrigações directamente pois não só estará a concentrar o seu risco como irá ter de suportar elevadas comissões.

Em qualquer dos casos e recorrendo a qualquer uma das alternativas não se esqueça que deve diversificar os seus riscos por diversos ativos e investir apenas o dinheiro que não lhe faz falta. Falámos apenas de produtos com nível de risco reduzido mas mesmo nestes casos o estudo e a procura de informação devem ser uma prioridade, caso queira evitar perder dinheiro (vários casos recentes deixaram muitas marcas em muita gente...)


Veja também: