AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

Bolsas de Erasmus: tudo o que deve saber

Para quem é universitário e quer fazer Erasmus, nada melhor do que um apoio que ajude nas despesas associadas a esta mobilidade. Saiba o que são as bolsas Erasmus.

Bolsas de Erasmus: tudo o que deve saber
Quais as condições de acesso às bolsas Erasmus

Hoje em dia é raro o estudante universitário que não procura uma experiência internacional. Perante este cenário, são milhares dos jovens que todos os anos cumprem o programa Erasmus que lhes dá a oportunidade de fazerem seis meses ou um ano de estudos além-fronteiras.
 
Cada universidade tem acordos com diferentes países que os alunos poderão selecionar, também mediante o curso onde estão. Para ajudar os estudantes nesta aventura que em muito enriquece o currículo, foram criadas Bolsas Erasmus que têm contribuído para dar voz a esta mobilidade.
 

O que são as bolsas Erasmus+?

As bolsas Erasmus+ são ajudas financeiras que cobrem as despesas extra que um aluno possa ter na sua mobilidade para o estrangeiro para cumprir um determinado período letivo. As bolsas Erasmus+, também conhecidas como bolsas de mobilidade, cobrem as viagens e prevêm também um ajustamento de despesas que possam resultar da diferença entre o custo médio de vida do país de origem e o país de destino.
 
No entanto, apesar destas bolsas poderem ser consideradas como um subsídio de apoio, não abrangem despesas normais de subsistência do estudante como por exemplo a alimentação ou a estadia.
 

Quem pode beneficiar deste apoio?

As bolsas Erasmus podem não ser atribuídas a todos os estudantes selecionados, sendo que os principais critérios da atribuição privilegiam estudantes que:
  • Tenham carências económicas já previamente identificadas pelos serviços de ação social da respetiva universidade;
  • Tenham necessidades especiais que possam ser problemas físicos, mentais ou de saúde e que estejam devidamente comprovados;
  • Tenham mérito académico, uma vez que será dada prioridade aos estudantes com melhor desempenho académico à luz da média ponderada por ECTS.
 

Processo de inscrição

Para se candidatarem às bolsas Erasmus, os alunos devem contatar os serviços centrais de cada universidade para proceder à assinatura do contrato de Erasmus.
 

Como são pagas as bolsas de Erasmus?

O processo de pagamento das bolsas Erasmus é sempre feito via transferência bancária, sendo que o pagamento é repartido em duas prestações.
 
Assim que o aluno chegar ao estabelecimento de ensino do país escolhido para cumprir o programa Erasmus, deverá enviar ao GMCI – Gabinete de Mobilidade e Cooperação internacional o comprovativo de chegada à instituição. Nessa altura, é feita a primeira transferência bancária que corresponde a 80% do valor. A segunda prestação será transferida depois do estudante submeter o relatório final.
 
Nota: O período de estudos não poderá ser iniciado no estrangeiro antes do contrato associado ao programa de Erasmus estar devidamente assinado pelo estudante e pelo representante legal da respetiva instituição.
 

O aluno pode ter de devolver o montante da bolsa?

Sim, é importante que o aluno tenha consciência de que, caso não consiga qualquer aproveitamento ou qualquer tipo de reconhecimento no seu período de Erasmus, tenha de devolver na íntegra o valor da bolsa Erasmus. Estes casos terão de ser devidamente justificados.
 
Veja também: