10 cuidados a ter para evitar burlas em casas de férias

As burlas em casas de férias são notícia com frequência. Saiba o que deve ter em consideração quando procura arrendar uma casa de férias.

10 cuidados a ter para evitar burlas em casas de férias
Evite começar as férias em sobressalto

As férias são, muitas vezes, o momento mais aguardado do ano e, por isso, há quem as planifique atempadamente, também para garantir melhores preços, no que diz respeito a alojamento e viagens. No entanto, há cuidados a ter para evitar burlas em casas de férias, sobretudo no arrendamento através da internet e quando temos de fazer algum pagamento adiantado.

A GNR revelou que, entre finais de julho e início de agosto, foram apresentadas várias queixas de pessoas que se sentiram lesadas no arrendamento de casas para férias. A maior parte das burlas ocorreu no Algarve, mas também em distritos como Aveiro e Braga, envolvendo quantias entre os 200 e os dois mil euros.

Como ocorrem as burlas em casas de férias

Em informação à agência Lusa, a GNR disse que “Para realizar este tipo de burla, os suspeitos publicam anúncios de arrendamento de imóveis a preços apelativos, em sítios da internet, podendo algumas dessas publicações ser acompanhadas por fotografias de imóveis reais, apesar da situação de arrendamento ser falsa”.

Segundo a GNR, as vítimas encontram o imóvel pretendido, geralmente na internet, efetuam o contacto telefónico para o número que se encontra no anúncio, é-lhes pedido que transfiram um determinado valor monetário como “sinal” do arrendamento para uma conta bancária, algo que pode resultar numa burla.

A pessoa só percebe que foi burlada quando, depois de efetuada a transferência, tenta contactar novamente o suposto arrendatário e verifica que o número deixou de estar ativo, ou quando pretende recolher a chave da habitação e ninguém aparece ou ainda quando chega à morada que lhe foi fornecida e se apercebe de que esta não existe.

Importa, por isso, estar atento a estas situações para evitar burlas em casas de férias. Também em declaração à agência Lusa, a Deco alerta os portugueses para os cuidados a ter para evitar burlas com arrendamento de casas de férias, sobretudo na internet. Conheça alguns de seguida.

casa ferias

10 cuidados a adotar para evitar burlas em casas de férias

1. Desconfiar dos anúncios nas redes sociais ou em sites que não são conhecidos;

2. Nunca tomar decisões precipitadas, sem recolher a informação necessária;

3. Desconfiar de preços muito baixos;

4. Fazer sempre uma pesquisa porque, como refere a Deco “às vezes a mesma casa aparece em várias plataformas com vários preços.”

5. Perceber a quem é que está a arrendar a casa para férias, se a um particular se empresa. Se surgir algum problema, a empresa tem mais obrigações;

6. Em caso de dúvida, pedir ao senhorio elementos sobre ou imóvel como, por exemplo, a certidão do registo predial da casa para saber se a pessoa com quem está a contactar é mesmo o proprietário do imóvel;

7. Pesquisar na internet se existem testemunhos sobre aquele imóvel e se envolvem burlas, antes de fazer o pagamento;

8. Antes de arrendar uma casa, contacte a administração do condomínio para confirmar se a pessoa com quem falou é mesmo o dono;

9. A Deco sugere também a quem quer evitar burlas em casas de férias que tente perceber se quando faz um pagamento o titular coincide com o nome do anunciante do arrendamento e fazer mais do que um contacto para o telemóvel do senhorio para se ir certificando de que está ativo;

10. Não prosseguir com o arrendamento/ com a transferência de dinheiro se não conseguir validar o perfil de utilizador em plataformas na internet.

Se não conseguir evitar a burla, a Deco aconselha a denúncia às autoridades ou “pode também denunciar à Deco, que encaminhamos para o Ministério Público, no Livro de Reclamações, Autoridade de Segurança Alimentar e Económica (ASAE), Julgados de Paz e tribunais judiciais”, informou à Lusa.

Preste atenção a estas dicas para se precaver de burlas em casas de férias. E tenha umas ótimas férias.

Veja também: