Onde se podem carregar carros elétricos?

Está a pensar num modelo elétrico? Saiba onde se pode carregar carros elétricos, quanto custa, e algumas considerações a não esquecer

Onde se podem carregar carros elétricos?
Saiba onde “abastecer” um elétrico

As vantagens de se ter um veículo elétrico são inúmeras, mas depois de pensarmos nos possíveis benefícios fiscais de termos um carro destes, temos de olhar para a forma como o vamos tratar no dia-a-dia. Entre outras questões, surge a de onde se podem carregar carros elétricos, como o fazer, e quanto custa.
 

Onde o fazer?

É possível carregar carros elétricos um pouco por todo o país, com a ajuda da rede Mobi.E – a Rede Nacional de Mobilidade Elétrica que possui postos um pouco por todo o país, incluindo em parques de estacionamento públicos e estacionamentos de centros comerciais.

Existem dois tipos de postos de carregamento:
  • o posto normal;
  • o posto rápido.
No normal, um carro deverá demorar ente seis a oito horas a ficar carregado, mas num posto rápido cerca de 80% da bateria pode ficar carregada em cerca de 30 minutos.

Além destes postos, pode carregar carros elétricos em casa, desde que tenha um carregador instalado.  Para encontrar um posto para carregar carros elétricos, pode consultar o mapa no site da Mobi.E, no site Electromaps, ou até através da aplicação Google Maps.
 

Como se processa?

Quando feito na rede Mobi.E carregamento é feito através de um cartão da rede pré-pago. Através deste é possível ter acesso aos pontos. Mais tarde, no final do mês, é descontado o valor do abastecimento. Os preços continuam a ser relativamente baixos: de acordo com o Jornal Económico, um carregamento de 30 minutos poderá custar entre 1,5 e três euros.

Existe um excelente vídeo de Pedro Andersson que demonstra como é feito o carregamento de um carro elétrico.



 

Considerações

O carregamento de um carro elétrico pode, inicialmente, parecer o mesmo que carregar uma torradeira ou um aquecedor, mas existem algumas diferenças cruciais: um elétrico pode precisar de uma corrente muito elevada, e o tempo de carregamento pode ultrapassar as oito horas. Por estes motivos, não é aconselhado utilizar uma tomada comum em sua casa para carregar um veículo destes.

A instalação de postos de abastecimento domésticos obedece sempre às condições técnicas definidas na Portaria n.º 252/2011. D.R. n.º 121, Série I de 2011.

Apesar do custo de carregamento ser relativamente reduzido, por norma um modelo elétrico é mais caro do que um a gasóleo ou gasolina. Além disso, alguns modelos podem implicar o aluguer da bateria, o que reduz significativamente a poupança.


Veja também: