Covid-19
Especial Covid-19
Descomplicamos a informação sobre o novo Coronavírus
André Freitas
André Freitas
07 Set, 2020 - 10:35

Carregar carros elétricos: como fazer, preços e locais

André Freitas

Com o aumento de vendas de carros elétricos, aumentam também as dúvidas e questões sobre como, onde e quanto custa carregar um automóvel. Conheça as respostas.

carros eletricos a carregar

A mobilidade elétrica é uma realidade incontornável, e perceber como carregar carros elétricos é uma das grandes questões dos interessados neste tema.

Esta questão prende-se, muitas vezes, com o facto de a autonomia continuar a ser um fator penalizador para os veículos elétricos. Contudo, na realidade, a autonomia dos carros com este tipo de tecnologia é cada vez maior.

Recentemente, a Hyundai conseguiu ultrapassar os 1.000 km de autonomia com os seus 100% elétricos Hyundai Kauai. Claro que estes testes foram realizados em ambiente controlado, mas não deixam de demonstrar que a autonomia não é, neste momento, o maior motivo de preocupação.

Kia e-Niro
Veja também Autonomia de carros elétricos à prova: qual chegou mais longe?

Associada à autonomia limitada está o carregamento da bateria destes automóveis. Afinal, carregar um veículo elétrico até que este atinja cerca de 80% da totalidade da carga pode demorar cerca de 50 minutos. Por outro lado, abastecer um depósito de um automóvel a combustão demora menos de 5 minutos.

Contudo, uma das vantagens destes automóveis é o facto de a eletricidade ser mais barata que o combustível. Isto significa que utilizar um carro elétrico acaba por ser mais (muito mais) barato que utilizar um carro a combustão. Mas ser mais barato, não significa que seja grátis.

São todas estas incertezas que levantam questões de como, onde e quanto custa carregar um carro elétrico, e são essas questões que respondemos neste artigo.

onde, como e quanto custa CARREGAR CARROS ELÉTRICOS: tudo O QUE DEVE SABER

carro elétrico a carregar

Antes de passar ao tema central do artigo, é necessário explicar que a autonomia dos veículos elétricos é bastante variável, dependendo do modelo do automóvel.

Podem ser encontrados, no mercado automóvel, carros elétricos com uma enorme variedade de autonomia da bateria, variando, grosso modo, entre os 200km e os 600km de alcance numa só carga.

Esta autonomia vai influenciar o tempo de carregamento (nomeadamente no carregamento normal ou lento) e a quantidade de energia necessária em cada carregamento. No fundo, um pouco como se se tratasse do tamanho do depósito num veículo a combustão.

1. Onde carregar carros elétricos

Esta é uma das várias vantagens dos carros elétricos: podem ser carregados praticamente em qualquer lugar através da ligação a uma tomada com energia elétrica. Praticamente qualquer lugar, e não em qualquer lugar, pois é necessário ter em conta o tipo de corrente.

Ao contrário dos automóveis a combustão, que só podem ser abastecidos em postos de abastecimento, os veículos elétricos podem ser carregados na rua e em casa.

Na rua incluímos postos de carregamento públicos, mas também privados. Várias empresas, restaurantes e alojamentos turísticos, por exemplo, já dispõem de postos de carregamento.

Inicialmente, o carregamento normal em postos públicos era gratuito, sendo apenas cobrado o carregamento em postos rápidos. O objetivo era potenciar a compra e utilização de veículos elétricos. Contudo, desde o dia 1 de julho de 2020 que a utilização de todos os postos de carregamento públicos passou a ser paga. O carregamento em postos privados é igualmente pago.

Em casa, podemos estar a falar de uma moradia ou de um apartamento, já que, atualmente existem soluções para condomínios.

2. Como carregar carros elétricos

Mulher a carregar carro elétrico

Os veículos elétricos podem ser carregados de diferentes formas:

  • Através de uma tomada doméstica de 10A;
  • Através de uma wallbox ou postos de carregamento normal localizados na rede pública ou privada (suportam carregamentos até 22 kW e podem ser instaladas em qualquer local, nomeadamente em casa, no condomínio, em empresas);
  • Nos postos de carregamento rápido públicos ou privados (permitem carregamentos superiores a 22 kW).

O carregamento através de uma tomada doméstica pode ser bastante demorado, embora privilegie a longevidade da vida da bateria.

Quando necessário um carregamento rápido (por exemplo, quando se trata de uma viagem longa) devem ser utilizados postos de carregamento rápido, embora estes danifiquem a vida útil da bateria.

Uma solução “híbrida” entre estas duas propostas são as Wallbox, que conseguem carregar uma bateria entre 6 a 8 horas, dependendo da sua capacidade.

Para que seja fácil perceber as diferenças no tempo de carregamento nos diferentes postos de carregamento, vamos utilizar o Hyundai Ioniq Electric como exemplo.

Os tempos de carregamento do Ioniq Electric são:

  • Em tomada doméstica: mais de 35 horas;
  • Através de uma wallbox ou posto de carregamento normal: de 7,2 kW: cerca de 6 horas;
  • Nos postos de carregamento rápido: numa estação de 100 kW demora 54 minutos para atingir cerca de 80% da carga total, enquanto que numa estação de 50 kW demora cerca de 57 minutos.

O carregamento através de uma wallbox é, como percebido através deste exemplo, o melhor compromisso entre vida útil da bateria e equilíbrio de tempo, uma vez que pode deixar o carro a carregar, por exemplo, durante a noite, beneficiando assim de uma tarifa de eletricidade mais baixa.

2.1. Como carregar carros elétricos na rede pública

A localização dos postos de carregamento públicos pode ser encontrada no site da MOBI.E, empresa gestora destes postos de carregamento.

Para que seja possível carregar o seu automóvel num destes postos, antes terá que celebrar um contrato com um CEME (Comercializadores de Energia de Mobilidade Elétrica) autorizado. 

Após celebrado o contrato, receberá um cartão que permitirá ter acesso a todos os postos de carregamento da rede MOBI.E.

3. Quanto custa carregar carros elétricos

O custo do carregamento de um veículo elétrico depende de vários fatores, nomeadamente do local de carregamento.

3.1. Quanto custa carregar carros elétricos em casa

O custo de um carregamento em casa dependerá do contrato celebrado com o fornecedor de energia.

Imaginemos que o custo por kWh é de 0,16€/kWh. O modelo a considerar será o Hyundai Kauai Electric com uma bateria de 64 kWh e autonomia de cerca de 450 km.

Carregar 100% da bateria terá um custo de, aproximadamente, 10€.

Se compararmos o custo de carregar a bateria com o custo do combustível necessário para percorrer o mesmo número de quilómetros, é possível aferir que é necessário gastar mais em combustível do que o necessário em eletricidade (assumindo um custo de 1,25€/ litro e um consumo de 5L/100km).

3.2. Quanto custa carregar carros elétricos num posto de carregamento da rede MOBI.E

O custo do carregamento na rede MOBI.E depende também de vários fatores, tais como: o contrato com o CEME e o posto de carregamento.

Como referido anteriormente, para que seja possível utilizar um dos postos da rede pública é necessário celebrar um contrato com um dos CEME autorizados: Bluecharge, Digital Charging Solutions (DCS), Eco Choice, EDP Comercial, GALP Power, Mobiletric, PRIO.E e GRCAPP.

O contrato indicará o custo da energia utilizada para o carregamento do veículo nos postos de carregamento da rede pública.

Cada posto de carregamento da rede MOBI.E é gerido por um operador.

Esse operador pode cobrar pela ativação do serviço, limitar o tempo de carregamento do automóvel, ou a quantidade de kWh disponíveis.

Os valores cobrados por cada operador podem variar de posto para posto, e, por isso, são publicamente divulgados no site da MOBI.E e têm ainda que estar disponíveis para consulta em local visível no próprio posto.

Vamos agora apresentar um exemplo prático para que seja possível simular o custo de carregamento num posto de carregamento público.

Para os carregamentos neste tipo de posto é necessário considerar os custos por kWh; a tarifa do operador do posto; e as taxas e impostos.

Consideremos os seguintes custos:

  • Custo por kWh: 0,17€;
  • Tarifa do operador: 0,15€ de valor fixo por carregamento e 0,11€ por kWh;
  • taxas e impostos: 0,001€/kWh pelo IEC (Imposto Especial ao Consumo de Energia Elétrica) e o IVA do carregamento.

Utilizando novamente o Hyundai Kauai Electric como exemplo, vamos calcular o custo de um carregamento de 100% da bateria:

  • Custo total kWh: 10,88€;
  • Tarifa do operador: 7,20€;
  • Taxas e impostos: 0,064€ pelo IEC e 4,16€ de IVA.

Assim, o carregamento de 100% da bateria nas condições referidas, custaria cerca de 22,50€, um valor bastante inferior ao necessário para que um veículo a combustão percorra o mesmo número de km.

Carregar o carro elétrico em casa será sempre a opção mais barata. Mais barata que efetuar o carregamento fora de casa e, certamente, mais barato que o custo de combustível fóssil.

Veja também