Cirrose: como prevenir e tratar

Os fatores de risco que podem levar à cirrose incluem o abuso de álcool e o contágio por hepatite. Conheça a doença e saiba mais sobre o seu tratamento.

Cirrose: como prevenir e tratar
Saiba como prevenir a doença que paralisa o fígado

cirrose é conhecida por ser uma das piores consequências da ingestão abusiva de álcool e é caracterizada pela formação de fibroses e nódulos no fígado. Para além do alcoolismo, a contaminação por doenças como a hepatite C e a hepatite B está associada ao desenvolvimento da doença que degenera o fígado.

Um doente que sofra de cirrose tem as funções deste órgão altamente comprometidas ou mesmo interrompidas, o que pode levar a um desfecho fatal. Sim, a cirrose mata. É preciso estar atento aos seus sinais e descobrir de que formas pode prevenir esta doença.

Fatores de risco da cirrose

O consumo de álcool em excesso, seja ou não através do hábito do alcoolismo, e o contágio por hepatite (em especial, nos casos de hepatite C), encabeçam o topo da lista dos principais fatores de risco que podem provocar o aparecimento da cirrose. A doença também pode estar relacionada com o consumo de determinados medicamentos.

Sintomas da cirrose

Numa fase  inicial, a cirrose não mostra sinais de presença no organismo, sendo o diagnóstico confirmado através de uma avaliação clínica com o médico especialista, associada aos exames de laboratório indicados.

Contudo, sintomas como cansaço sem razão aparente e o rompimento de vasos sanguíneos podem indicar que está perante a doença e já num estado avançado.  Olhos e pele amarelados, assim como um inchaço exagerado no abdómen, quando identificados, devem ser analisados por um especialista.

Diagnóstico passo a passo

  1. Avaliação médica
  2. Exames laboratoriais
  3. Exames de imagem

Alguns casos podem necessitar de maiores cuidados no diagnóstico, sendo preciso realizar uma biópsia às células do fígado, para afastar ou confirmar a existência de um possível cancro.

Tratamento da cirrose

Ainda não é viável reverter a doença e o tratamento baseia-se, sobretudo, na tentativa de travar o desenvolvimento da cirrose, impedindo o agravamento do problema. Uma cura só é possível através de um transplante do fígado.

É necessário ter atenção à dieta e fazer escolhas que não sobrecarreguem o órgão afetado. É indicado que se evite o sal, as carnes vermelhas e os fritos. A ingestão de álcool é completamente proibida e qualquer refeição deve ser ingerida em pequenas doses.

Veja também: