Como obter o melhor spread

Convencer um banco a praticar o spread mais baixo do mercado pode não ser fácil, mas existem algumas formas de contornar os valores mais elevados e obter um melhor spread.

Como obter o melhor spread
Se está a pensar fazer um crédito à habitação em breve, saiba como conseguir um spread mais competitivo

Sendo o spread a margem de lucro que o banco obtém, através da concessão de um crédito, os valores do spread irão reflectir-se na taxa de juro aplicada a qualquer cliente que faça um crédito à habitação. 
 
Em muitos casos, os spreads elevados assumem-se como um factor impeditivo para muitas famílias, na hora de aceder a um crédito habitação. Com o agravar da crise, os bancos passaram a dificultar o acesso ao crédito, com spreads que chegam a ultrapassar os 6%, no caso dos perfis de maior risco. 
 

7 dicas para conseguir um bom spread no crédito habitação

 

1. Boa relação com o banco

No caso de ser um cliente antigo e sem historial de incumprimentos, essa lealdade ao seu banco irá dar-lhe maiores hipóteses de vir a ser recompensado com um melhor spread. 
Este é, sem dúvida, um dos argumentos mais fortes que poderá usar, aquando da negociação do spread.
 

2. Baixo nível de risco

Tendo em conta que o banco define o valor do spread com base no perfil de risco dos seus clientes, quanto mais baixo for o seu nível de risco, maior será a probabilidade de conseguir um dos melhores valores do mercado. Ao traçar este perfil, será tido em conta o historial de cliente, a situação profissional e o montante disponível para a entrada.
 

3. Comprar casa ao banco

Com o acentuar da crise, multiplicou-se o número de imóveis entregues aos bancos, por impossibilidade de pagamento das prestações. Como forma de escoar as casas que passam a deter, os bancos oferecem condições de financiamento bastante atrativas, que incluem a bonificação do spread. 
 

4. Aproveitar as campanhas

Estar atento às campanhas lançadas pelos bancos, que visam aliciar novos clientes ou solidificar a relação com os mais antigos, poderá ser uma boa forma de conseguir uma redução significativa no spread. A contrapartida passa por subscrever serviços ou produtos como cartões de crédito, domiciliação do ordenado ou seguros, que acarretam sempre custos adicionais. Pondere sempre a adesão a novos produtos financeiros, que podem acabar por não compensar. 
 

5. Parcerias de empresas

Procure saber se na sua empresa existe algum tipo de parceria estabelecida com determinado banco. Em caso afirmativo, poderá vir a beneficiar de condições altamente vantajosas, na hora de aceder a um crédito à habitação.
 

6. Sondar outros bancos

Para negociar o spread com o seu banco, é importante estar munido do maior número possível de argumentos a seu favor. Nesse sentido, será boa ideia procurar propostas de outros bancos, e, no caso de conseguir um valor inferior ao oferecido pela sua instituição, argumente que encontrou uma melhor oferta por parte da concorrência. Não se esqueça de efectuar simulações online.
 

7. Dar uma boa entrada 

Se as suas poupanças o permitirem, aposte em pagar logo uma entrada mais avultada, já que, quanto menor for o valor do financiamento para a casa, mais baixo será o spread a que estará sujeito.
 
Poupe até 500€ por ano no seu seguro de vida! Saiba como aqui.

Veja também: