Como ser um bom vendedor em 8 passos

Em tempos, um bom discurso e uma boa aparência eram suficientes para se ser um bom vendedor. Hoje, são requeridas mais competências e alguma habilidade.

Como ser um bom vendedor em 8 passos
Nunca pare de tentar melhorar

Hoje em dia, ser um bom vendedor implica muito mais do que um bom diálogo, carisma e uma apresentação perfeita. A concorrência é maior, o produto está constantemente a mudar e a pressão para vender é cada vez maior.

É importante mencionar como os negócios ocorrem em plataformas diferentes e que grande parte dos negócios são efetuados sem sequer conhecer o cliente cara a cara. Mais concretamente, o mundo das vendas online e do e-commerce apresenta uma nova dimensão e outros tipos de concorrência.

Conheça aqui os hábitos e qualidades de um bom vendedor, num mundo altamente competitivo. O carisma e a vontade de aprender levá-lo-ão longe.

Como ser um bom vendedor: 8 sugestões


sales

1. CONHEÇA MUITO BEM O SEU PRODUTO

A base de tudo: o produto. É impossível propor, assertivamente, algo que não conhecemos a fundo. Até porque, do outro lado, estará alguém bem informado. Assim como se torna complicado levar alguém a adquirir algo que nós nunca compraríamos.

Acredite no produto e no que ele tem de melhor, o que só acontecerá se o conhecer melhor que ninguém. Estude o que vai vender, estude também a concorrência e prepare-se para responder a qualquer pergunta.

2. CONHEÇA O SEU CLIENTE

Preocupe-se atempadamente em conhecer com quem vai negociar. Repetindo, os consumidores estão cada vez mais informados e, por isso, irá encontrar alguém que se comporta de forma bem diferente do consumidor menos informado.

O cliente atual é exigente, informado e conhecedor do mercado. Não subestime o seu cliente. Prepare-se bem.

3. SEJA UM BOM OUVINTE

É comum dizer-se e pensar-se que um vendedor é alguém que fala muito. Um bom vendedor é alguém que não se limita a recitar clichés e frases que, por vezes, até incomodam. Tem de ser um bom comunicador e para isso também é preciso ser um bom ouvinte.

Só guardando algum tempo para ouvir os clientes, e as suas respostas, é que será capaz de entender aquilo que ele realmente procura.

4. ENTRE NA ZONA E SEJA CONFIANTE

Para se ser um bom vendedor, é necessário gostar do que se está a fazer. Como diz o ditado, este é meio caminho andado para o sucesso. É necessário que haja gosto e paixão, para haver motivação para a venda. Quem trabalha por gosto, não cansa, não é verdade?

5. SEJA ASSERTIVO E HONESTO

A honestidade é um aspeto muito importante quando se está a vender um produto. Para se ser um bom vendedor não basta vender muito, também é preciso manter o cliente. E o pós-venda é tão importante como a própria venda. Se quer ganhar a confiança do consumidor, não lhe minta.

A capacidade de ser assertivo vem também neste sentido: acreditar no produto e vendê-lo ao cliente sem ser passivo ou agressivo, passando uma mensagem de confiança e honestidade. A assertividade também engloba a empatia.

6. NUNCA PARE DE APRENDER

Por mais bem-sucedido que se torne, não perca a humildade. É uma das melhores características de um vendedor. É importante aprender com quem é mais bem-sucedido ou com quem, pelo menos, já conseguiu atingir o objetivo a que nós próprios nos propusemos.

Nunca parar de querer aprender é uma das melhores motivações para ser um bom vendedor. Participar em seminários e formações, ler livros, ouvir podcasts e entrevistas, estar atento às novidades na área… Ocorre uma renovação constante que beneficia o vendedor.

7. SEJA CRIATIVO

Ser um bom vendedor implica estar preparado para pensar e fazer diferente, porque vender não se resume à entrega do cartão de visita. Soluções criativas chamam a atenção dos clientes.

8. ESTABELEÇA OBJETIVOS

Pode ter objetivos enquanto membro de uma equipa profissional de vendas, mas mantenha-se motivado pelos seus próprios métodos de trabalho. O trabalho de equipa não impede que tente sempre continuar a melhorar e que estabeleça objetivos pessoais para acompanhar a concorrência. Há sempre espaço para melhorar.

vender

A comunicação é chave e nunca se esqueça que o cliente é quem manda. Pode, contudo, ajudar a manobrar as ordens dele, mantendo a sua integridade e a do produto que está a vender. Estabeleça pontes de contacto e uma relação de confiança com os clientes. Eles voltarão.

Veja também:

Júlia Rocha Júlia Rocha

Licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, sempre se deu bem com os livros, teclados de computador e canetas. A importância da palavra escrita num mundo tecnológico, aliada à história, ao cinema, literatura e televisão, são os seus maiores campos de interesse.