AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

Competências sociais: porque as deve ter no CV?

Não há razão para deixar de fora do seu CV o seu leque de competências sociais. Veja porquê.

Competências sociais: porque as deve ter no CV?
As suas competências socias são igualmente valorizadas pelos recrutadores.

Se pensa que apenas as suas competências e conhecimentos técnicos são tidos em conta na hora do recrutamento, saiba que não podia estar mais enganado. Há um vasto leque de competências que todos os recrutadores esperam encontram nos seus candidatos ou colaboradores e que têm um forte impacto no seu desempenho profissional. Falamos das competências sociais.
 

Competências sociais no CV: sim ou não?

Sim. Definitivamente sim. Como dissemos, nos tempos que correm espera-se mais de um profissional do que conhecimentos técnicos ou competências técnicas (as ditas hard skills). É claro que esses são extremamente importantes e são eles que vão permitir desenvolver um trabalho com qualidade, mas não são os únicos. As competências sociais (ou soft skills como também são chamadas) são também muito valorizadas e procuradas.

Repare. Estas competências sociais ou soft skills são, no fundo, qualidades inerentes a cada pessoa – hábitos, comportamentos, atitudes, atributos, etc. – que promovem não só um bom relacionamento com as restantes pessoas e com o mundo que o rodeiam, mas também um bom desempenho profissional. E isto é algo que os seus recrutadores querem ver no seu Curriculum Vitae (CV) e, por isso mesmo, algo que não deve esquecer, excluir ou desvalorizar.

Pense bem. Todos os recrutadores/ empregadores pretendem encontrar profissionais capazes de executar as tarefas que lhes forem atribuídas com brio e qualidade, mas que sejam também capazes de se relacionarem bem e com facilidade com os restantes colaboradores ou chefias e de fomentar um bom ambiente de trabalho (algo que – como se sabe – é essencial para um bom desempenho e para melhorar a produtividade dos profissionais).

 

Quais são?

São muitas. E se está a perguntar-se quais são as competências sociais mais valorizadas pelos recrutadores, nós dizemos. Entre as principais, podem enumerar-se, por exemplo:
  1. Atitude positiva
  2. Capacidade de liderança
  3. Saber trabalhar (bem) em equipa
  4. Resiliência
  5. Capacidade de resolução de problemas
  6. Boa gestão do tempo
  7. Capacidade (e facilidade) de comunicação
  8. Potencial (e forte vontade) de aprendizagem
  9. Bom relacionamento interpessoal
  10. Pensamento crítico
  11. Escuta ativa
  12. Flexibilidade
  13. Capacidade de tomada de decisões
  14. Criatividade
  15. Confiança
  16. Capacidade de cooperação
  17. Capacidade de organização
  18. Assertividade
  19. Poder de persuasão
  20. Capacidade para falar em público
Queria exemplos, então aqui estão eles. E sim, são apenas alguns exemplos. Há outras. Estas são o tipo de competências que não se aprendem nos livros, embora se possam “treinar” e desenvolver. Mas, apesar disso, e ainda que não sejam específicas para um determinado posto de trabalho, são extremamente úteis e valiosas em qualquer área profissional e até na sua vida pessoal.  

As competências técnicas podem valer a entrevista, mas serão as competências sociais a garantir-lhe o emprego!
Pode parecer um exagero, mas se pensar bem vai perceber que não é. Até porque se reparar, ainda que sejam as suas competências técnicas a chamar a atenção dos recrutadores serão depois as suas competências sociais durante a entrevista de emprego que o vão conquistar.


Veja também: