Como fazer uma conta poupança para bebé

Saiba como funciona uma conta poupança para bebé. Onde encontrar, como fazer e quais as vantagens associadas a este tipo de conta.

Como fazer uma conta poupança para bebé
O que saber.

A preocupação em assegurar o futuro financeiro dos filhos, para quando atingirem a maioridade, é permanente entre os pais, mas nunca como agora os progenitores procuraram tanto criar uma conta poupança para bebé. Atentas à procura, as entidades bancárias criaram contas poupança específicas para bebés e crianças.
No entanto, habitualmente as remunerações oferecidas pelos bancos para a poupança dos bebés e crianças são pouco apelativas comparativamente com outras aplicações e produtos financeiros. Ainda assim, as conta poupança para bebé possuem características e condições específicas vantajosas. Saiba tudo sobre as conta poupança para bebé e quais as suas vantagens.

 

Como funciona

As contas poupança para bebé são produtos financeiros de médio/longo prazo que permitem abertura com depósitos mínimos baixos. Têm normalmente remunerações baixas, mas permitem reforços - pontuais - adicionais de capitais. Habitualmente estão também isentas de comissões de gestão.

 

Como fazer uma conta poupança para bebé

As contas poupança para bebé destinam-se a bebés/crianças/jovens/crianças até aos 12/15 anos. Para contratar uma conta poupança para bebé basta os progenitores, ou representantes legais do menor, dirigirem-se a uma entidade bancária com oferta deste tipo de produto financeiro, levando o número de contribuinte do bebé (têm de o pedir antecipadamente).

 

Onde?

São já várias as entidades bancárias a oferecer contas específicas de poupança para bebés. Alguns exemplos:
  • Montepio: Conta Montepio Mini. É uma conta à ordem para crianças dos zero aos seis anos e tem como complemento o depósito a prazo Montepio Mini Super Poupança. Subscrição mínima de apenas 25€;
  • Crédito Agrícola: Conta, 1, 2, 3. É uma conta para crianças e jovens até aos 12 anos. Sem despesas de manutenção e requer um depósito mínimo de 50€;
  • Caixa Geral de Depósitos: Soluções My Baby. 10€ de valor mínimo de abertura. Exige que as entregas de reforço sejam superiores a 1€;
  • Santander: Conta a Crescer. Para crianças até os 13 anos. Não paga comissões de manutenção e requer 25€ de montante mínimo de abertura;
  • BPI: ABConta. Para crianças e jovens dos zero aos 18 anos. 25€ de valor mínimo de constituição e de manutenção. Mínimo de reforço de 1€.
 

Vantagens

  • Habitualmente são contas isentas de comissões de gestão;
  • Permitem reforços pontuais ou programados;
  • Normalmente permitem o acesso a outros produtos financeiros, vocacionados para crianças e jovens, com condições vantajosas.


Veja também: