Embraiagem bimassa vs monomassa

Pesando os prós e contras de embraiagem bimassa vs monomassa, qual valerá mais a pena?

Embraiagem bimassa vs monomassa
Conheça a diferença

Embraiagem bimassa vs monomassa, uma questão que a maior parte dos condutores desconhece, sendo que muitos deles não fazem ideia do que estamos a falar. Neste artigo, vamos ver as diferenças entre uma opção e a outra.
 
Saiba aqui como pagar menos 250€/ano no seu seguro automóvel!

Embraiagem bimassa

A embraiagem bimassa difere da monomassa pelo simples fato de em vez de ter um disco de aço, tem dois. Ambos os discos têm a capacidade de se mexer de modo independente, dentro de um limite.

Os dois discos servem de amortecedores e ajudam a absorver as virações do motor, o que faz com que os danos a longo prazo no sistema de transmissão sejam menores. A embraiagem bimassa traz várias vantagens, incluindo a redução de vibrações, redução de danos na transmissão  e redução de ruídos. No entanto, a embraiagem em si desgasta-se mais depressa.

Em termos embraiagem bimassa vs monomassa, é mais difícil analisar o estado de uma embraiagem bimassa do que de uma monomassa, o que pode fazer com que os custos de reparação sejam maiores.

 

Embraiagem monomassa

Por outro lado, a embraiagem monomassa tem apenas um disco de aço e permite o contacto direto entre a embraiagem e o motor o que a torna mais leve. Alguns modelos têm molas que também servem de amortecedor face às vibrações, mas nem sempre é o caso – alguns modelos obrigam o condutor a aturar vibrações a mais durante a condução.

No entanto, uma embraiagem deste tipo tende a ser muito mais barata do que uma bimassa, e tendo em conta ser apenas um disco de aço é mais fácil seguir especificações de fábrica em reparações e substituições.

Num ambiente de alta intensidade, o melhor é nem pensar em embraiagem bimassa vs monomassa, visto que neste caso a bimassa se iria acabar por se estragar facilmente. A embraiagem monomassa é mais resistente ao desgaste por ser apenas um disco.

 

Deve trocar a embraiagem bimassa por uma monomassa?

Acreditamos que não, a não ser que pretenda utilizar o seu carro para fazer corridas, o que desgastaria a embraiagem bimassa facilmente, a mudança não se justifica. Para o condutor comum, ia simplesmente criar um aumento de vibrações e ruídos ao conduzir.

Embraiagem bimassa vs monomassa, no que toca ao desempenho, resume-se ao peso da embraiagem e ao desgaste que a mesma sofre. Mais uma vez, a não ser que pretenda conduzir como um maníaco, mais vale optar pela bimassa, e utilizar o dinheiro da troca em aulas de condução defensiva.


Veja também: