5 novas profissões que surgiram com a tecnologia

O mundo está em mudança e, com ele, o mercado de trabalho. Conheça algumas das novas profissões que surgiram com a tecnologia.

5 novas profissões que surgiram com a tecnologia
Novas profissões que surgiram com a tecnologia

Enquanto assistimos à rápida mudança na forma como trabalhamos, novas profissões emergem. Vamos enumerar algumas das novas profissões que surgiram com a tecnologia e que, provavelmente, chegaram para ficar.

5 novas profissões que surgiram com a tecnologia


A História mostra-nos que a tecnologia veio simplificar tarefas que eram habitualmente realizadas pela mão humana, particularmente as que assentavam em procedimentos rotineiros e mecanizados, redirecionando as classes trabalhadoras para os serviços.

Enquanto algumas profissões se extinguiram nesse processo, outras há que despontaram, prometendo criar novas oportunidades de trabalho. A quarta revolução industrial, prestes a tomar forma, anuncia toda uma nova panóplia de profissões dentro das áreas da inteligência artificial e do “big data”. Apresentamos, de seguida, 5 exemplos de novas profissões que surgiram com a tecnologia.

career

1. Profissional de Marketing Digital

Esta função envolve tarefas como a criação de campanhas de marketing através das redes sociais e o uso e otimização de mecanismos de pesquisa (SEO) para aumentar o tráfego de visitantes no site da empresa.

Este tipo de marketing traduz-se em ações adaptadas aos meios digitais, de forma a obter, nestes canais, a mesma eficiência e eficácia do marketing direto e, simultaneamente, potencializar os efeitos do marketing tradicional. Na sua operacionalização são, normalmente, utilizados canais, meios e ferramentas digitais.

2. Gestor de redes sociais

Estas profissões surgiram com a explosão de redes sociais como o Facebook, o Instagram, ou o Snapchat. Um gestor de redes sociais cria e mantém as presenças das redes sociais de uma empresa, monitoriza as interações com os clientes usando ferramentas analíticas na web, responde as perguntas dos seguidores, elabora planos de posts, cria e faz o tratamento de imagens, e desenvolve campanhas de publicidade.

3. App developer

O App developer é um engenheiro de software especializado em aplicações web e mobile. Quando uma app está já pronta e entra em produção, o app developer entra em ação para trabalhar na criação de atualizações, que são periodicamente divulgadas ao público, nas lojas virtuais, como o “Google Play” ou a “App Store”. Podem-se dividir atualmente em três grandes grupos: o app developer para mobile, para Android, ou para iOS.

4. Piloto de drones

Uma breve pesquisa por sites com ofertas de emprego permite-nos dar conta desta realidade: já existem anúncios a solicitar pilotos de drones. Prevê-se que a quantidade de drones aumente em cerca de 20 vezes até 2025, o que significa que a quantidade de pilotos deverá aumentar pelo menos na mesma proporção.

Esse impulso deve-se à democratização deste tipo de tecnologia em muitos países. Em Portugal, o uso de drones acaba de ser regulamentado oficialmente apenas há alguns meses, sendo necessário pedir uma licença à Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) para pilotar drones com mais de 25 quilogramas de peso. O tipo de serviços requisitados pode variar entre registos de fotografias e vídeos de casamentos, até entregas de comida ao domicílio.

5. Engenheiro de energia eólica

As fontes alternativas de energia estão em crescimento acentuado e a criar novos empregos em áreas como a energia solar, geotérmica e eólica. Estes trabalhadores trabalham essencialmente como engenheiros de energia eólica, gestores de soluções renováveis ​​e cientistas atmosféricos.

Aposte numa das novas profissões que surgiram com a tecnologia e comece a planear a sua carreira!

Veja também: