O maior erro de quem cria um negócio

Quer criar o seu negócio e não sabe por onde começar? Tem paixão mas sente que não é o suficiente? Veja como evitar o maior erro de quem cria um negócio

O maior erro de quem cria um negócio
Evite cometer o maior erro de todos os empreendedores. Veja como!

A criação de um negócio é um sonho de muitas pessoas. Os portugueses são um povo particularmente criativo e inovador, sendo que o que nos separa dos grandes empreendedores é a coragem para abraçar novos projetos e a dimensão do nosso mercado (se bem que a economia digital acaba por eliminar parcialmente este último ponto).

No momento de criar um negócio é costume assumirmos um erro que pode deitar por terra todo o nosso projeto. Cometer este erro pode inviabilizar a nossa ideia de negócio desde o seu nascimento pois tolda a nossa análise que muitas vezes não é feita...


A paixão é essencial:

Criar um negócio envolve muito sacrifício. Implica deixar para trás uma vida de teórico mais conforto e abraçar a incerteza. Envolve passar de empregado a empregador, com todas as implicações que daí advém. Daí que todos os empreendedores devem ter uma grande dose de motivação que advém internamente. Tem de existir uma enorme paixão, a "ponto de transportar montanhas". Sem essa paixão é comum desistir-se nas primeiras dificuldades, pois o apelo do contrato por conta de outrem é muito forte.


TOME NOTA:
Criar um negócio é algo fascinante mas é sinónimo de incerteza e de risco. Neste contexto, convém evitar cometer erros e fazer uma análise sólida ao seu modelo de negócio. Ganhar dinheiro não é assim tão complexo… apesar de difícil.

Há mais para além da paixão!

Apesar de ser essencial ter uma grande paixão pelo projeto que se propõe iniciar a paixão não é o único ingrediente para o sucesso dos empreendedores. E é aqui que reside o grande erro da maioria dos empreendedores. Para ter um projeto com sucesso económico e financeiro duradouro não devemos ser movidos apenas pela paixão. É preciso muito mais do que a paixão se o seu objetivo for ganhar dinheiro para sustentar a sua família e fazer crescer um negócio.

Vemos com enorme recorrência novos projetos empresariais a ser lançados todos os meses. Projetos que à partida estão condenados ao fracasso pois não foi feita uma análise cuidada de um conjunto de fatores.


Qual o mercado para o seu produto?

Para ganhar dinheiro com o seu negócio tem de atacar um determinado mercado e satisfazer impreterivelmente uma ou mais necessidades. Os clientes não se importam de pagar por um serviço que precisem. Se a oferta for reduzida ou de fraca qualidade melhor ainda. O que deve evitar no seu negócio é criar um projeto num local mal pensado, com muita oferta ou com um produto que não se distingue da concorrência por algum motivo.


Como se vai diferenciar?

A diferenciação do seu produto ou serviço é essencial para atrair os seus clientes. Pense como se irá distinguir dos seus concorrentes. Irá dar um melhor serviço? Vai optar por produtos gourmet? Ou irá diferenciar-se pelo preço? Responder a estas perguntas é o mesmo que responder à pergunta: o que me torna único?


Quais os riscos e como os minimizar?

Pode parecer que não faz sentido estar já a pensar em contrariedades no seu negócio mas quanto mais cedo pensar nos riscos que irá correr melhor preparado estará para os minimizar. Pense nos riscos. Pense nos desafios. E defina uma estratégia para suplantar os problemas que irão certamente surgir.


Como vai financiar o seu negócio?

Muitos negócios demoraram mais tempo do que o previsto para atingir o ponto em que as suas receitas superam os custos. Deste modo, deverá desenhar um modelo de negócio que tenha em conta não apenas a componente de marketing mas também o lado financeiro da equação. Deverá ter uma base financeira que lhe permita sobreviver durante alguns meses antes do negócio atingir o lucro. Muitos negócios fecham as portas por insuficiência financeira dos seus acionistas...

Falámos-lhe do principal erro que os empreendedores cometem no momento de lançar o seu negócio: focar apenas na paixão e esquecer tudo o resto. E deixámos-lhe algumas questões para o ajudar a não cometer este erro. Partilhe connosco os seus desafios e principais dificuldades que teremos todo o gosto em ajudar.


Veja também: