AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

Os números da educação em Portugal [infografia]

A Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência  (DGEEC)  publicou recentemente os números da evolução da educação em Portugal nos últimos anos. Conheça os dados aqui.

Os números da educação em Portugal [infografia]
O que mudou na educação desde 2003

A Direção-Geral de Estatísticas da Educação e Ciência  (DGEEC) divulgou os dados estatísticos da evolução do sistema de educação em Portugal desde 2003. No documento intitulado “Educação em Números – Portugal 2014”, são analisadas as várias modalidades de ensino, desde a educação pré-escolar aos ensinos básico e secundário.
 
O E-Konomista compilou os dados do relatório numa infografia onde é possível visualizar a evolução da educação em Portugal entre 2003 e 2013. 
 
 
Não é novidade que à semelhança do que acontece com outras áreas, a educação tem sofrido várias alterações ao longo dos anos. Cortes nas verbas do orçamento do Estado, reformas na legislação, etc., são apenas algumas das mudanças que foram afetando o sistema educativo nacional. 
Com altos e baixos, mais ou menos polémicos, os números da educação são um bom revelador do impacto da situação socioeconómica do país. 
 

1. Número de alunos desde 2003

Nos últimos anos, muito se tem falado de temas como o abandono escolar, cortes nos orçamentos destinados à educação, falta de apoios sociais, entre outros. 
Segundo os dados apontados pelo relatório, entre 2003 e 2008 o número de alunos no sistema de ensino português revela ligeiras oscilações. A grande diferença acontece entre 2009 e 2010, altura em que os números aumentam consideravelmente. Os anos que se seguem mostram uma queda acentuada no número de alunos inscritos no sistema de ensino. Queda que, de resto, acompanha a evolução da crise económica vivida no país.
 

2. Número de professores

Tal como no número de alunos, as oscilações no número de professores em atividade foram  – em alguns dos anos  lectivos – pouco acentuadas. Também neste caso 2011 é o ano negro das estatísticas, já que também aqui o declinio chega a atingir um diferença de mais de 24 mil docentes. 
Aqui a diferença pode facilmente justificar-se com o encerramento de estabelecimentos de ensino, ou até as novas regras de avaliação para docentes.
 

3. Evolução do número de estabelecimentos de ensino

Usar o termo “evolução” neste caso, pode ser um pouco contraditório. De acordo com os dados do relatório, entre 2003 e 2013 foram encerradas mais de 6000 escolas no território nacional. 
 

Educação em Portugal: o que esperar

Os dados agora revelados pela DGEEC podem ser considerados preocupantes, dado o declínio dos números que tem vindo a acentuar-se nos últimos anos. Para tal, muito tem contribuído a situação económica país. 
Para o futuro, resta esperar uma melhoria não só do sistema educativo, mas da situação económico-social do país, de forma a inverter as estatísticas.
 
  • Quer saber como pode fazer um MBA ou uma pós-graduação que vai mudar-lhe a vida? Clique aqui.

Prepare o seu futuro, faça aquela formação profissional que tanto queria ou até uma licenciatura, um mestrado, e porque não um MBA? Saiba como aqui.

 
Veja também: