Publicidade:

Costuma partilhar os fones? Pense duas vezes

Pense duas vezes da próxima vez que lhe pedirem para ouvir aquilo que está a ouvir. Descubra porque não deve partilhar os fones com outras pessoas.

Costuma partilhar os fones? Pense duas vezes
Partilhar os auscultadores não é, de todo, higiénico

Partilhar os auscultadores pode ser um gesto simpático e até de amizade, mas é um hábito bastante prejudicial à saúde. Parece incrível? Há uma explicação simples: o perigo está na presença dos germes que habitam nos nossos corpos – e nas orelhas – e, claro, nos dos outros. Um simples partilha e… já está feito. Saiba porque não deve partilhar os fones com outras pessoas.

Eis porque não deve partilhar os fones


emprestar phonesFonte: Pixabay/FirmBee

A higiene e a saúde são sempre uma boa “desculpa” para não partilhar diversos objetos, como escovas de dentes, lâminas, sabonetes ou chapéus. Uma longa lista que justifica algum “egoísmo” por parte dos utilizadores – lista esta que, agora, inclui mais um item: os auscultadores.

Sabe porque é que não deve partilhar os fones? Porque apesar de ser um bom gesto, pode causar sérios problemas à nossa saúde – principalmente a auditiva. A cera produzida nos ouvidos tem um caráter antissético, protegendo os canais auditivos contra bactérias e infeções.

Na verdade, a partilha de auscultadores pode não trazer qualquer problema, até que se descubra que a outra pessoa possui uma infeção que pode ser transmitida através dos auscultadores partilhados. A partir daí, podem existir perigos para a saúde.

Como limpar os fones

Isso quer dizer que uns auscultadores partilhados nunca mais podem ser usados? Não, de todo. Em primeiro lugar, é preciso garantir a higiene dos próprios ouvidos para que a infeção não se propague e não cause outros transtornos.

Em segundo lugar, é necessário limpar os próprios auscultadores. Como é que isso se faz? Utilizando um pano limpo com um pouco de álcool. Fazer uma limpeza semanal não é algo descabido para os utilizadores que fazem uso dos auscultadores de uma forma intensiva.

Por outro lado, torna-se necessário pensar duas vezes antes de comprar e partilhar auscultadores com proteções de silicone – estes tendem a guardar ainda mais germes.

Conclusão: é melhor pensar duas vezes antes de partilhar os fones e apostar na higiene. Não se trata de egoísmo, é mesmo para preservar a sua saúde e dos colegas “de partilha”.

Veja também:

Nuno Margarido Nuno Margarido

Jornalista formado pela Universidade de Coimbra, assume-se uma pessoa curiosa e até a mais simples engrenagem ou linha de código o fascina. Os seus interesses dividem-se por vários mundos, com destaque para a tecnologia, o gaming, o vídeo, a fotografia e o cinema.