Publicidade:

Parto eutócico: conheça as principais vantagens e desvantagens

Saiba o que é um parto eutócico e conheça as principais vantagens e desvantagens que lhe são apontadas.

Parto eutócico: conheça as principais vantagens e desvantagens
Tenha uma hora pequenina!

O nome parto eutócico assusta? Não é caso para isso! Saiba o que significa.

O que é um parto eutócico

Tem realmente um nome estranho, mas um parto eutócico é o parto mais comum, isto é, aquele que vulgarmente denominamos parto normal, natural ou vaginal.

O parto eutócico – parto normal – consiste no nascimento do bebé sem intervenção instrumental, isto é, apenas pela força gerada pela contração das paredes do útero. Embora, por vezes, possa ser necessário recorrer à episiotomia (incisão para facilitar a saída do bebé e impedir lesões graves no períneo).

A par do parto eutócito existe o parto distócito – aquele em que, por razões várias, como cansaço da mãe, excesso de analgesia ou qualquer outra complicação que o exija, se recorre a auxílio instrumental, como fórceps, ventosa ou a intervenção cirúrgica – cesariana.

Vantagens do parto eutócico

Quase todos os médicos dirão que este é o parto ideal, para a mãe e o bebé, especialmente porque:

1. O corpo da mulher está preparado para tal;

2. Não requer cirurgia;

3. Mesmo que exija episiotomia (corte) a recuperação é geralmente rápida;

4. Não implica limitação da autonomia da mãe, facilitando o rápido contacto com o bebé.

Desvantagens do parto eutócico

Com certeza já ouviu histórias diferentes sobre vantagens e desvantagens de determinado tipo de parto, mas não deve sofrer por antecipação. Cada mulher ou cada parto é diferente e, por isso, não há uma regra estanque. Embora se apontem algumas desvantagens, muitas mulheres não se reconhecem nas mesmas. No entanto, entre as desvantagens apontadas encontram-se, por exemplo:

  • Algum descontrolo ou incontinência urinária, principalmente nos tempos após o parto;
  • Alguma dificuldade (como dor) durante as relações sexuais.

Todavia, como referido, há muitos casos em que estas não foram situações referidas no pós-parto eutócico ou natural.

bebe

Os dois tipos de parto apresentam vantagens e desvantagens, por isso, o importante mesmo é confiar e ajudar a que os profissionais que a acompanham façam a melhor opção para mãe e bebé.

Hoje em dia, em muitos casos, a mãe decide cedo pela cesariana, opção válida, naturalmente,  mas não deve esquecer que uma cesariana é uma cirurgia, com  todos os riscos que uma cirurgia comporta.

Por outro lado, mesmo quando não é uma 1.ª escolha, a cesariana pode e deve ser uma opção quando a vida do bebé ou da mãe está em risco; quando há sofrimento fetal; quando o bebé não está na posição correta ou não há dilatação suficiente; em gravidezes múltiplas, entre tantas outras situações.

Importa mesmo que tudo corra bem e que a aventura da maternidade comece!

Veja também: