5 passos para um divórcio feliz

5 passos para um divórcio feliz

Descubra como atravessar este percurso sem deixar marcas irreversíveis

Se está a atravessar esta fase saiba como minimizar este percurso doloroso. 

Podia ter graça não fosse um assunto sério. Um divórcio é sempre um caminho solitário, sofrido e que nunca é percorrido de ânimo leve. Mas não precisa de ser um calvário. Fomos falar com quem sabe e as sugestões que se seguem são da autora do livro Feliz Divórcio. Um ‘manual’ com edição Guerra e Paz onde Elizabete Agostinho reuniu informação rigorosa, recolhida por meio de pesquisa, conversas com especialistas e testemunhos de quem já passou por isto.
 

AS CAUSAS DO DIVÓRCIO

“Se o seu companheiro acaba de lhe pedir o divórcio, a escolha de tornar isso mais fácil ou dificil é sua. Mesmo que não entenda, se essa for a vontade da pessoa com quem partilhou a sua vida, vai acabar por acontecer. Se estiver você na origem da decisão, a sua mente está a borbulhar de dúvidas e inseguranças. Importa debruçar-se sobre o que é realmente importante. Terá muito para resolver nos próximos tempos, para depois reaprender a viver sozinho/a.”
 

A FAMILIA DO DIVÓRCIO

Os seus pais, os pais da pessoa com quem casou, etc... acham que conhecem muito bem o funcionamento do casal. É provável que sinta necessidade de explicar o que aconteceu, os ‘pormenores sórdidos’ que normalmente guardaria. E que venha depois a arrepender-se. Quando tiver ultrapassado tudo isto, as pessoas que mais gostam de si, poderão não ter esquecido e dificultar a relação posterior.
 


OS AMIGOS DO DIVÓRCIO

Os amigos de ambos dizem que entendem o seu ponto de vista, mas com certeza farão o mesmo quando ouvirem a outra parte. O melhor é fingir que entende. Uma das tentações na separação, é a vontade de impor (aos amigos) uma escolha Não caia nesta tentação. Se quiser fazer ultimatos é possível que lhe corra mal a si, pois ninguém gosta de ser colocado entre a espada e a parede.
 

feliz divórcio


OS FILHOS DO DIVÓRCIO

São os principais protagonistas do divórcio. O mais importante é dar-lhes estabilidade emocional e segurança afetiva, para que percebam que, continuam a ter uma família: um pai, e uma mãe que continuam a amá-los incondicionalmente. Atenção à forma como lhes comunica os factos. Nunca minta aos seus filhos, e transmita-lhes a informação apenas quando tiver a certeza de que é irreversível.



O DINHEIRO DO DIVÓRCIO

O divórcio provoca sempre um empobrecimento, pelo simples facto de que se perde a economia de escala. O divórcio está, como desemprego e a doença, entre os três principais factores de empobrecimento das familias. Não tenha receio em admitir as suas dificuldades. Veja que despesas pode reduzir.

 

OS MEDOS DO DIVÓRCIO

Foi casada durante anos e agora já não sabe bem quem é. Avizinha-se uma fase conturbada. Emocionalmente, fisicamente, financeiramente, socialmente... Terá de reorganizar todos os aspetos da sua vida...começando por si. Precisa de paciencia, calma, uma base de apoio (amigos ou familia)  e uma dose extra de auto-estima!

Veja também:

Decoralista Decoralista

Licenciada em Jornalismo e com o curso de Design de Interiores pela Escola de Moda de Lisboa, Mafalda Galamas é jornalista freelancer e autora do blogue DECORALISTA, uma plataforma de inspiração diária e paixão por tudo o que é estético, da decoração ao do it yourself e ao lifestyle. Alimentar o sonho e inspirar as leitoras a descobrirem por si próprias as sugestões apresentadas é o grande desafio. Em 2014, o seu blog O Meu Pé Direito, precursor do DECORALISTA, transitou para a televisão sob forma de rubrica no programa Mais Mulher, na Sic Mulher.

Também lhe pode interessar: