PLANO DE SAÚDE MEDICARE - 6 mensalidades sem compromisso

Plano Nacional de Saúde: guia informativo

Sabia que é o Plano Nacional de Saúde que permite coordenar as políticas de saúde? Saiba mais sobre este documento.

Plano Nacional de Saúde: guia informativo
Saiba o que é o Plano Nacional de Saúde

Cada vez mais países vão adotando um Plano Nacional de Saúde (PNS). O PNS é um documento orientador das políticas de saúde que devem ser seguidas de forma a maximizar o bem-estar físico das populações.

De acordo com as bases para a construção do PNS, este documento deve sempre identificar as necessidades de saúde da população e quais os recursos existentes. O PNS também deve ser a referência comum para o planeamento, avaliação e monitorização das políticas de saúde a nível nacional.


Portugal tem um Plano Nacional de Saúde?

Portugal é um dos países que tem um PNS. De acordo com o Ministério da Saúde, o Plano Nacional de Saúde “é um conjunto de orientações, recomendações e ações concretas, de caráter estratégico, destinadas a capacitar e promover o Sistema de Saúde para cumprir o seu potencial”. 

No site do PNS, coordenado e gerido pela Direção-Geral de Saúde (DGS), pode ler-se que "os valores orientadores (do PNS) são os da excelência técnico-científica, transparência, participação e envolvimento dos atores do Sistema de Saúde Português”. 



Quais os objetivos do Plano Nacional de Saúde?

Recentemente, este instrumento foi atualizado e revisto até 2020 à conta do relatório da Organização Mundial de Saúde - Europa (OMS-Europa). 

Mais uma vez, o PNS é construído com base em quatro pilares essenciais:
  1. Cidadania em Saúde – promoção de uma cultura de cidadania que vise a promoção da literacia e da capacitação dos cidadãos, de modo que se tornem mais autónomos e responsáveis em relação à sua saúde e à saúde de quem deles depende; 
  2. Equidade e acesso adequado aos cuidados de saúde – o PNS propõe, entre outras medidas, o fortalecimento de estratégias de financiamento que promovam um acesso equitativo aos cuidados de saúde, tanto a nível nacional como local;
  3. Qualidade em saúde – enquanto “imperativo moral”, o PNS promove o reforço da implementação da Estratégia Nacional da Qualidade, através de ações concertadas e complementares a nível central, regional e local;
  4. Políticas saudáveis – o Plano Nacional de Saúde propõe o aumento das estratégias intersectoriais que promovam a saúde, através da minimização de fatores de risco (tabagismo, obesidade, ausência de atividade física, álcool).

Assim sendo, o PNS pretende, nos próximos quatro anos, reduzir para menos de 20% a taxa de mortalidade prematura (mortes abaixo dos 70 anos), diminuir os fatores de risco das doenças não transmissíveis (nomeadamente a exposição ao tabaco e a obesidade infantil) e aumentar em 30% a esperança média de vida da população.

Esta revisão do PNS acontece na sequência do trabalho desenvolvido ao longo do último ano e dá continuidade aos documentos anteriormente legislados e que serviram de base para a evolução da prestação dos cuidados de saúde em Portugal. 

Veja também: