Publicidade:

Pneus Run Flat: o que são e quais as diferenças

Os pneus Run Flat ou de rodagem em vazio, são um tipo de pneu com as paredes reforçadas. Conheça as vantagens e condicionantes da sua utilização.

Pneus Run Flat: o que são e quais as diferenças
Perceba porque é se destacam dos outros tipos de pneu

Os pneus Run Flat, também conhecidos como pneus de rodagem em vazio, são pneus com paredes reforçadas. Graças a este facto, quando ocorre perda de pressão, um furo ou outro tipo de dano, as paredes do pneu suportam o peso do veículo e permitem continuar a viagem.

À partida, os pneus Run Flat vazios ou furados permitem que o automóvel circule normalmente por mais 80 quilómetros, desde que a velocidade não ultrapasse os 80 km/h. Devido ao facto de as paredes do pneu serem mais fortes do que o habitual, acabam por ser uma mais-valia para a segurança do carro e ocupantes, caso o condutor tenha algum azar em condições menos propícias: seja de noite, à chuva ou em estradas pouco movimentadas.

Evita assim ter de efetuar trocas em condições pouco seguras ou inóspitas. Esta é uma das principais vantagens na utilização destes pneus.

Pneus Run Flat versus pneus normais

pneus

Os Run Flat não são de nenhuma marca em particular. São um tipo de pneu que pode ser disponibilizado por várias marcas. Numa situação de furo, um pneu normal só é capaz de suportar o peso do carro enquanto houver ar sob pressão contido no interior. Se o pneu esvaziar repentinamente, vai ser cortado pela jante e saltar, o que significa um alto risco de segurança.

Nos pneus Run Flat são as tais paredes reforçadas que suportam o peso do automóvel e não a presença de ar sob pressão. Além da grande vantagem de ainda permitir que o veículo circule por cerca de 80 km mesmo furado ou vazio, e de evitar trocas de pneus em situações menos seguras, acaba por também dispensar ao condutor a necessidade de ter de transportar um pneu sobresselente.

Os inconvenientes deste tipo de pneu estão sobretudo no preço, no peso e no facto de darem azo ao aumento do consumo de combustível. Algumas condicionantes que têm vindo a ser resolvidas. A maior desvantagem era o facto de terem de ser colocados como pneus de origem.

Atualmente, graças ao trabalho da gigante dos pneus japonesa Bridgestone, já é possível fazer a troca de pneus normais para Run Flat em veículos que não os tenham de origem. Saiba contudo que os construtores dão essa indicação, visto os modelos terem de estar homologados para usar pneus Run Flat. As jantes para este tipo de pneu são específicas, por isso tenha atenção nas trocas.

Veja também:

Júlia Rocha Júlia Rocha

Licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, sempre se deu bem com os livros, teclados de computador e canetas. A importância da palavra escrita num mundo tecnológico, aliada à história, ao cinema, literatura e televisão, são os seus maiores campos de interesse.

Também lhe pode interessar: