Renting automóvel: o que é e como funciona

O aluguer de veículos e a possibilidade de incluir serviços na mensalidade são as principais vantagens do renting automóvel para empresas ou particulares.

Renting automóvel: o que é e como funciona
Financiamento para empresas e particulares

O renting automóvel é uma solução de financiamento para quem quer todas as vantagens de ter um automóvel novo, sem se preocupar com a manutenção e outros extras.

Habitualmente são as empresas que optam por esta modalidade. Quem o faz sabe que está descansado ao longo de todo o contrato e a única coisa com que tem de se preocupar é com o pagamento de uma renda fixa. De resto a locadora com quem faz o negócio trata de tudo pelo cliente.

Esta modalidade de financiamento tem sido muito procurado pelas empresas, pois consegue ser a opção mais económica, cómoda e segura para renovar os veículos da empresa, sem ter associadas as dificuldades da compra. O renting automóvel é mais indicado para quem não pretende ser proprietário do carro. Quem desejar sê-lo deve optar pelo leasing ou pelo crédito automóvel.

Em vez de desperdiçar tempo e dinheiro para gerir a frota de carros, ganhe tempo e liberte esse capital para investimentos que façam crescer a empresa.

O que é o renting automóvel

É um produto com características semelhantes ao ALD, mas sem o compromisso de aquisição da viatura no fim do contrato. O renting automóvel ou Aluguer Operacional de Viaturas (AOV), como também é chamado, é uma solução de financiamento automóvel materializado num contrato de aluguer de viaturas com prestação de serviços associados, por um período e quilometragem pré-determinado, mediante o pagamento de uma renda.

O cliente apenas suporta a depreciação da viatura estimada no contrato. Incluí ainda todos os serviços necessários ao normal funcionamento e conservação do automóvel. Este contrato é exclusivo apenas para viaturas novas. No contrato está associado o compromisso da locadora – empresa fornecedora do serviço – do custo das manutenções da viatura.

O renting é uma solução flexível, permitindo alterações ao prazo, quilometragem e serviços, inicialmente contratados, sendo que a renda é ajustada às alterações. No entanto, o cliente pode optar pela cor e extras que desejar de acordo com o equipamento que a marca da viatura disponibilizar.

Com esta modalidade de financiamento o cliente pode escolher qualquer viatura nova, ligeiro de passageiros, mista ou comercial, até 3.500 kg de peso bruto, com lotação até 9 lugares e que esteja à venda em Portugal através dos concessionários oficiais das respectivas marcas.

No final do contrato não tem que se preocupar em vender o automóvel, porque a entidade financeira assume esse encargo. Pode assim iniciar um contrato de renting novo.

C

A quem se dirige o renting

Às empresas ou entidades equiparadas, empresários em nome individual, administração pública e ainda particulares. O renting é responsável por ajudar ao desenvolvimento entre as empresas portuguesas de grande e pequena dimensão, principalmente durante as crises económicas. Por essa razão, tem conquistado imensos adeptos ao longo dos anos.

Enquanto produto de aluguer, o renting não é um produto financeiro dependente ou exposto às variações do crédito ou correspondente a taxas de juro. As diversas variáveis da sua composição possibilitam ajustes de tempo e quilometragem que, como as situações mais recentes demonstraram ser de uma extraordinária importância para o controlo dos custos operacionais das frotas das empresas.

Está indicado para empresas que façam quilometragens máximas, regra geral não superiores a 180 mil Km para veículos a gasolina e 200 mil Km para veículos a gasóleo.

Comparar propostas

Para analisar se o renting é mais interessante do que outro tipo de financiamento, a primeira coisa a saber é se quer ficar com o carro no fim do contrato. Se não quiser, só paga a comissão de abertura e as rendas mensais. A manutenção fica a cargo da locadora. Depois de decidir qual a viatura que quer adquirir compare as várias possibilidades de compra como o leasing, crédito automóvel e outros.

No financiamento, tem de somar vários custos (rendas ou prestações, comissões, valor residual e manutenção) e subtrair o valor da venda do automóvel. Estas variáveis vão definir o valor final garantido que se manterá até ao final do contrato. O carro pertence-lhe, mas, como não pretende ficar com ele, terá de vendê-lo.

Mas não fique com a ideia que apenas as empresas recorrem ao renting. Dada a natureza facilitadora do renting, que liberta o cliente de todas as preocupações associada à gestão diária do veículo, atualmente o renting é a escolha de muitos particulares, para quem a conjuntura económica incerta é factor catalisador da procura destas soluções de financiamento.

Dica: se pretender ficar com o carro no final do contrato, não avise a locadora quando está a fazer o contrato. Isto porque, se assim for, a locadora poderá colocar as prestações mais elevadas e definir um menor valor final do carro.

Vantagens do renting

  • Empresa pode concentrar de forma mais intensa os seus recursos na sua actividade;
  • Ajuste da frota às necessidades do cliente em qualquer momento;
  • Frota sempre actual e operacional com contratos de aluguer a partir de 12 meses e até 60 meses, podendo no entanto este prazo ser estendido;
  • Serviços de assistência 24 horas/dia e 365 dias/ano;
  • Eliminação de riscos operacionais, tais como, desvalorização, manutenção correctiva;
  • Melhor qualidade de serviço por via do acesso a uma rede de fornecedores
  • Gestão profissional concentrada numa única entidade;
  • Pagamento mensal de uma única factura de valor fixo, pela viatura e serviços incluídos;
  • Redução de custos através do acesso às condições celebradas pela empresa gestora de frota;
  • Simplificação e facilidade na gestão da frota;
  • Aconselhamento proactivo relativo à política de frota e a medidas de redução de custos.

Serviços que estão incluídos no contrato de renting

  •  A empresa define serviços de base. O principal é a manutenção;
  • Viatura de substituição em casos de avaria, roubo, sinistro ou manutenção;
  • Gestão de seguros e sinistros;
  • Substituição de pneus;
  • Assistência 24 horas, 365 dias por ano;
  • Cartão de combustível e portagens;
  • Negociação, compra e entrega do veículo;
  • Pagamentos de impostos e gestão de multas.

 

Veja também: