Publicidade:

Como saber a quem pertence um número de telefone

É possível saber a quem pertence um número de telefone desconhecido. Como? Com as apps certas e com acesso à internet, claro. Saiba tudo.

Como saber a quem pertence um número de telefone
Basta ter as apps certas

É possível saber a quem pertence um número de telefone sem que este esteja registado no telemóvel? Sim, é. Basta ter as apps certas, conhecer os sites certos e ter ligação à internet. Há soluções para todos os gostos, o importante é que as apps ou os sites tenham o número registado.

Apps e sites para saber a quem pertence um número de telefone


saber a quem pertence um numero

App Truecaller (Android, iOS, Windows)

A Truecaller é utilizada por cerca de 250 milhões de utilizadores – um verdadeiro atestado de competência para uma app que permite saber a quem pertence um número de telefone. Um número bastante relevante e que permite que esta app possua uma enorme base de dados com informações sobre todos os números de telefone que existem no mundo. Para além disso, está disponível para Android, iOS e, até, Windows.

App Hiya (Android, iOS)

A Hiya é uma verdadeira referência neste mundo das apps criadas para quem quer saber a quem pertence um número de telefone. Para além de ajudar o utilizador a identificar o número que está a fazer a ligação, a Hiya ainda pode bloquear números automaticamente através de uma gestão personalizada feita pelo próprio utilizador. O objetivo? Proteger o utilizador contra spam e chamadas que não interessam.

App NumBuster! (Android, iOS, Windows)

A NumBuster também é uma das apps de referência para quem pretende saber a quem pertence um número de telefone. Possui quase 500 milhões de números guardados na base de dados e ainda tem uma interface bastante apelativa e simples de usar. Está disponível para Android, iOS, Windows, Samsung, Amazon, etc.

Sites

As apps não são infalíveis e, por vezes, é preciso recorrer a outros serviços para saber a quem pertence um número de telefone. Na internet já existem vários bons exemplos, sendo que a maioria dos sites, porém, é utilizado para descobrir números de spam, de empresas que querem vender produtos.

Ao contrário das apps, estes sites funcionam através das contribuições dos utilizadores. Felizmente, ainda há quem contribua para que outros não tenham de atender o telemóvel. Conheça estes exemplos:

 

Veja também:

Nuno Margarido Nuno Margarido

Jornalista formado pela Universidade de Coimbra, assume-se uma pessoa curiosa e até a mais simples engrenagem ou linha de código o fascina. Os seus interesses dividem-se por vários mundos, com destaque para a tecnologia, o gaming, o vídeo, a fotografia e o cinema.