E se descobrisse que tem peças de valor em sua casa?

Tem uma peça em casa que quer vender e não sabe o seu real valor? A P55 trata de tudo. Avalia, protege e vende a sua peça pelo melhor valor. Só tem que preencher o formulário e enviar uma fotografia da peça ou peças que quer vender. Será contactado no prazo máximo de 48 horas.

Ao clicar concordo receber comunicações de marketing directo enviadas por e-konomista.pt e pelos nossos Parceiros

Enviar pedido de avaliação
(*) Campo opcional

Tudo o que precisa de saber sobre seguros de peças de arte

Conheça aqui opções de seguros de peças de arte e cuidados a ter para proteger devidamente o seu investimento financeiro e o seu bem pessoal.

Tudo o que precisa de saber sobre seguros de peças de arte
Se tem arte em casa, este artigo é para si

Museus, galerias ou colecionadores privados, por norma, têm seguros de peças de arte. Se tem uma coleção de arte em casa ou no escritório convém que tenha preocupações redobradas em relação à proteção destes itens valiosos. É sempre melhor prevenir e segurar as peças de joalharia, antiguidades ou pintura que possui. Proteja o seu investimento financeiro e emocional contra todos os riscos.
 

6 cuidados a ter antes de segurar peças de arte


1. Trabalhe com especialistas 

Trabalhe com companhias especializadas em seguros de peças de arte. Ao contrário das companhias que fazem todo o tipo de seguros, estas têm muita experiência em lidar com negócios de arte. Por norma, as apólices têm um conjunto de benefícios adaptadas às suas necessidades específicas.
 

2. Leia bem as condições

Quais são exatamente os danos que a sua apólice de seguros cobre? Se alguma das suas peças precisar de ser restaurada, a sua apólice de seguro indemniza a sua desvalorização financeira? Antes de assinar uma apólice seguro, certifique-se que lhe são esclarecidas todas as dúvidas.
 

3. A coleção ou peça a peça?

Não precisa de segurar toda a coleção de peças de arte que possui. Os casos de roubo ou de danos raramente abrangem a coleção inteira.
 

4. Vai vender? Assegure o transporte

Se costuma transacionar regularmente peças de arte ou disponibiliza com muita frequência as suas peças para exposições, aconselhe-se sobre os seguros de peças de arte all risks. Estes seguros cobrem casos de roubo e todo o tipo de danos, incluindo os de transporte.
 

5. Seguro do recheio da casa

Se considerar que o valor das suas peças de arte se assemelha ao valor do resto do recheio de sua casa, informe-se sobre seguros de habitação que incluam estas particularidades.
 

6. Documente-se

Fotografe a sua coleção de arte e documente-a regularmente. Certifique-se que tem todos os recibos de compra/venda e esteja atento à bibliografia que vai sendo publicada e que faça referência às suas peças.

 


Interessado em vender algumas peças da sua coleção de arte? 

Se está interessado em vender peças da sua coleção de arte, gostará de saber que a P55, a plataforma de bens de luxo em segunda mão, está disponível para avaliá-las e para negociá-las pessoalmente consigo. Com um modelo de negócios à consignação, a P55 garante, durante o processo de venda, o transporte e o seguro das peças que pretende vender.
 
O processo de venda propriamente dito inicia-se com um pedido de avaliação. Para o fazer pode:
  • Levar as peças à loja, sendo que deve marcar esta visita previamente;
  • Aceder ao site da loja e preencher um formulário com dados pessoais básicos e fazer o upload de algumas imagens das peças que pretende vender;
  • Pode ainda solicitar a deslocação de uma equipa de peritos a sua casa.
 
Feito o pedido de avaliação, a P55 responder-lhe-á no prazo de dois dias úteis e, no caso de haver interesse, prevê um período de venda estimado de 30 dias após consignação. Visite a loja física ou a loja online da P55!

Veja também: