PLANO DE SAÚDE MEDICARE - 6 mensalidades sem compromisso

Sintomas de pneumonia em crianças, adultos e idosos

Quais são os sintomas de pneumonia mais comuns? Qual é o tratamento? Não perca as resposta neste artigo.

Sintomas de pneumonia em crianças, adultos e idosos
Quando a infeção nasce dos pulmões

A pneumonia representa a infeção das vias respiratórias mais temida pela população em geral. Causada, na maior parte das vezes, por bactérias, vírus ou fungos, esta patologia resulta de uma inflamação nos pulmões. Apesar de não ser contagiosa, registam-se muitos casos desta doença, sendo os idosos e as crianças os mais afetados com este surto. Conheça quais são os sintomas de pneumonia.



Principais sintomas de pneumonia e tratamento

Os sintomas de pneumonia aparecem tanto de forma repentina como de maneira gradual. Entre as mais diversas formas de contrair esta doença, a forma mais comum é através de bactérias. 



Em crianças e bebés

Idades prematuras são sinónimo de fator de risco para contrair pneumonia. O facto de terem um sistema imunológico ainda pouco desenvolvido é a razão principal por estarem mais susceptíveis. 

Nos bebés (até 3 anos):
  • Respiração ofegante;
  • Tosse com catarro e febre;
  • Choro frequente;
  • Dificuldade em dormir;
  • Remelas e secreções nos olhos;
  • Vómitos e diarreias.
Nas crianças (a partir dos 3 anos):
  • Tosse com catarro e febre;
  • Perda de apetite;
  • Cansaço;
  • Dificuldade em respirar; 
  • Desinteresse em brincar;
  • Dores abdominais.
Tratamento: Nesta fase, o bebé ou a criança devem permanecer em casa para recuperarem dos sintomas de pneumonia. Beber muita água e tomar antibióticos são meios que contribuem para a doença desaparecer ao fim de 15 dias. Sempre, claro, depois da visita ao médico.



Nos adultos

  • Febre com valores superiores a 37º;
  • Sensação de falta de ar;
  • Tosse seca;
  • Tosse acompanhada de catarro ou com sangue;
  • O número de batimentos cardíacos aumenta;
  • Dores de cabeça, peito e musculares;
  • Calafrios e excesso de suor;
  • Sonolência e fadiga.
Tratamento: Todos os remédios que têm o objetivo de reduzir a febre são aconselhados para recuperar os adultos com sintomas de pneumonia. Mas não deixe de visitar o seu médico.



Nos idosos

A par dos bebés e crianças, idades a partir dos 65 anos também são considerados fator de risco. Fruto do sistema imunológico fragilizado, os idosos estão mais aptos a terem pneumonia. Os principais sintomas são:
  • Falta de ar e tosse;
  • Fadiga repentina;
  • Sonolência;
  • Perda de apetite;
  • Debilitação do quadro clínico;
  • Perda de memória;
  • Respiração descoordenada.
Tratamento – É aconselhável, mal a pessoa seja diagnosticada com pneumonia, que seja internada para que tenha um tratamento adequado à sua recuperação.



Fatores de risco

  • Idade - Como foi referido anteriormente, pessoas com idades prematuras ou mais avançadas têm predisposição para ter pneumonia. 
  • Doenças – Doenças que debilitam o sistema imunológico também são fatores de risco para vivenciar sintomas de pneumonia. 
  • Álcool e cigarros – São das principais causas que potenciam o desenvolvimento desta patologia. 
  • Químicos e poluentes – Tudo o que tem a ver com indústrias químicas é perigoso para a saúde pública, portanto um fator de risco. No que concerne à poluição, é altamente perigoso para o nosso organismo estar exposto a estas situações, e que pode culminar numa infeção como esta.

Mais vale prevenir do que remediar. Esteja atento a estes sinais e proteja a sua saúde!

Veja também: