Tenho um Lancia, e agora?

O grupo Fiat encerrou os sites da Lancia, uma marca com 110 anos de história. Tem um Lancia? Saiba o que fazer.

Tenho um Lancia, e agora?
Marca emblemática italiana pode desaparecer para sempre

É oficial. O grupo Fiat colocou um ponto final nas operações da Lancia em quase todo o mundo com exceção de Itália. Para já foram desativados os sites da marca em Portugal e nos restantes países. Tem um Lancia? Saiba o que fazer.

Tem um Lancia, e agora?

Se entrar no site português da Lancia irá encontrar a seguinte mensagem: “Obrigado pelo seu interesse pela Lancia. É proprietário de um Lancia? Encontre aqui assistência e serviços pós-venda”. Clique nessa mensagem e será encaminhado para os serviços pós-venda do grupo.

Agora nem sequer é possível visualizar os modelos da marca no site. A nível oficial, o grupo ainda não fez nenhuma declaração sobre o encerramento das operações da Lancia. No entanto, mantém a comercialização do utilitário Ypsilon apenas no mercado italiano, onde para já o site oficial se mantém ativo.

Com o desaparecimento desta emblemática marca italiana de automóveis, a Fiat garante a assistência através das outras marcas do grupo.

Marca emblemática

A Lancia foi fundada em 1907 e desde cedo que manteve uma posição de destaque no desporto automóvel, em particular nos ralis, incluindo algumas vitórias míticas no Rali de Portugal. Aliás, os verdadeiros adeptos dos ralis não se vão esquecer da época do Lancia Stratos, 037, Delta S4, HF 4WD e as várias versões do Integrale.

Lancia

O fim da marca já se esperava depois do insucesso comercial de venda de alguns modelos da Chrysler com o logo da Lancia, como é o caso do Thema, Grand Voyager e Flavia. Por esta razão, atualmente só o pequeno Ypsilon estava à venda na Europa. Contudo, as vendas deste modelo na Europa, incluindo em Portugal, foram muito muito baixas no ano passado.

Não se sabe se o Grupo Fiat irá vender a marca, mas nos últimos tempos surgiram rumores de que o grupo poderá estar a negociar a venda da marca italiana à chinesa Guangzhou Automotive Group China (GAC Group). Recorde-se que esta empresa chinesa produz para o mercado chinês os Jeep Cherokee e Renegade.

Recentemente Sergio Marchionne, CEO da Fiat Chrysler, disse que a Lancia ficará em ‘stand by’, abrindo portas às especulações sobre o possível renascimento da marca.

Veja também: