4 vantagens de fazer Erasmus

Quer fazer as malas para estudar no estrangeiro? Então, quer saber quais são as vantagens de fazer Erasmus. Descubra porque não pode perder esta oportunidade.

4 vantagens de fazer Erasmus
Descubra mais sobre esta viagem académica

A rede que permite a mobilidade de estudantes entre os países da Europa – e não só – é, também, onde Portugal tem especial destaque. Sabia que em 2016 o nosso país foi eleito o melhor entre todos que compõem a rede Erasmus? O sucesso nacional do programa abre espaço para um debate: afinal, quais são as reais vantagens de fazer Erasmus? Fique atento a este artigo e descubra quantas oportunidades estão à espera da sua conquista.

Portugal e Erasmus: a combinação de sucesso

Em Portugal, há mais de 34.000 jovens estudantes de cerca de 200 nacionalidades. Do país, já são 7.000 aqueles que partiram para fora de fronteiras para estudar. Os números são, de facto, relevantes – em especial, quando temos em conta o alto índice de desemprego jovem, que ronda os 30%.

Analisando a equação, parece importante discutir se existe mesmo uma vantagem para quem se decide por ir estudar no estrangeiro – particularmente, quando se está a pensar na procura por emprego.

Ainda não sabe porque cada vez mais jovens estudantes portugueses escolhem participar em programas académicos de mobilidade? É simples: a aventura, para além de oferecer um enorme leque de vantagens no que diz respeito ao crescimento pessoal, enriquece o currículo.

Vantagens de fazer Erasmus: quais são?

Descubra quatro das principais vantagens de fazer Erasmus.

estudantes erasmus

1. Erasmus é uma janela para o mundo

Não há dúvidas: viver fora alarga horizontes, oferece novas perspetivas, promove a disciplina, a tolerância, a responsabilidade e a independência. Inevitavelmente, o aluno que participa na rede de mobilidade passa a interagir com pessoas de todo o mundo, com culturas e formas de estar completamente diferentes – esta, talvez seja a forma mais eficaz de conhecer mais sobre o mundo.

Do Brasil à Índia, passando pela Sérvia, pela Rússia e, até, pelo Quénia ou pela China. Já imaginou o que é conviver e aprender com pessoas dos mais diferentes continentes? O Erasmus é mesmo um investimento pessoal, para além de académico.

2. Enriquece o currículo e dá destaque no mercado de trabalho

Será mesmo verdade que o mercado de trabalho privilegia os profissionais que somam uma experiência de Erasmus no currículo? Para os especialistas em recrutamento, esta é, de facto, uma experiência cada vez mais fundamental para quem quer marcar a diferença na hora de conseguir um trabalho.

Isso acontece não apenas pelos conhecimentos que esses profissionais trazem na bagagem, mas, também, porque eles são tidos como pessoas com a “mente mais aberta”. Em Portugal, as empresas vêem com bons olhos as experiências profissionais e académicas vividas no estrangeiro – e isso dá destaque ao candidato que pode somar pontos neste quesito.

3. Viajar promove capacidades pessoais e profissionais

Os especialistas em recrutamento e recursos humanos também acreditam que  viver fora do seu país de origem favorece o desenvolvimento de competências pessoais e profissionais essenciais ao mercado de trabalho. Para as empresas, a experiência pode significar que o candidato tem facilidade de adaptação e boa vontade no que diz respeito aos relacionamentos interpessoais.

Em síntese, uma experiência de Erasmus pode ser uma mais-valia importante quando há um processo seletivo para um emprego.  Para os recrutadores, a vivência de estudar fora do ambiente “protegido” revela que houve  amadurecimento pessoal e que o candidato apresenta mais autonomia e capacidade de “desenrasque”.

4. Quer fazer carreira na investigação? Faça Erasmus

O Erasmus vai fortalecer a experiência dos futuros cientistas, afinal, é praticamente obrigatório conhecer o trabalho de investigação que é feito lá fora – e não interessa qual é a área de estudo.

Fazer ciência é, sobretudo, pensar fora da caixa e lidar com a inovação. Conhece ou consegue imaginar forma mais indicada para “viver o novo”? Uma experiência de estudos num ambiente com outra cultura, outras ferramentas, outros hábitos e outras necessidades é aquilo que qualquer investigador – ou aspirante – precisa para aprender a ser mais criativo e, assim, encontrar a novidade que procura – que, afinal, é criar soluções para os mais diferentes contextos.

Agora que já sabe mais sobre as vantagens de fazer Erasmus, leia mais sobre o assunto nos nossos artigos sobre o programa de mobilidade e tire todas as dúvidas sobre as oportunidades de bolsas para estudar no estrangeiro.

Desejamos bons estudos e, claro, boa viagem!

Veja também: