Certificados de Aforro e do Tesouro atraem cada vez mais portugueses

O Estado conseguiu mais de 530 milhões de euros em Certificados de Aforro e do Tesouro só em Setembro deste ano. Uma prova de que a aposta do Governo está a atrair os portugueses.

Certificados de Aforro e do Tesouro atraem cada vez mais portugueses
Aposta do Governo nos Certificados de Aforro e do Tesouro está a ter bons resultados

A estratégia do Governo em ter alterado as condições de remuneração dos Certificados de Aforro e em ter lançado os Certificados do Tesouro Poupança Mais, está a dar frutos muito positivos.

Sabe-se agora que o Estado conseguiu arrecadar mais de 530 milhões de euros em Certificados de Aforro e do Tesouro em Setembro deste ano, quando comparado com o mês de Agosto. Só nos primeiros 9 meses deste ano, os portugueses investiram mais 3.527 milhões de euros do que em 2013.

Estes dados, avançados pelo boletim mensal do Instituto de Gestão do Crédito Público (IGCP), revelam que “em Setembro as famílias investiram 278 milhões de euros em Certificados de Aforro e levantaram 52 milhões de euros. Em Certificados do Tesouro, foram investidos 311 milhões de euros e levantados apenas um milhão”.

Espreitando os cofres do Estado, é possível perceber que estas aplicações financeiras não poderiam estar a correr melhor e que, de certa forma, o Governo tem conseguido fazer com os portugueses invistam as poupanças neste tipo de produtos. 

Em notícia, pode ler-se que “ao todo, no final de Setembro, os cofres do Estado tinham 11.595 milhões de euros relativos a Certificados de Aforro e mais 4.090 milhões de euros em certificados do tesouro, totalizando 15.685 milhões de euros. Face a Agosto, isto representa um aumento de 536 milhões de euros nestes dois instrumentos de poupança criados para captar o investimento das famílias”.


Veja também: