Crédito consolidado e crédito pessoal

Quando as suas dívidas são de baixo valor, mas pretende, de qualquer forma, ficar apenas com uma prestação mensal, o mais acertado é recorrer ao crédito pessoal ao invés do crédito consolidado.

Crédito consolidado e crédito pessoal
Crédito consolidado sem grandes surpresas
  • Uma nova forma de ter acesso ao crédito consolidado.

Existe uma franja da população cujas dívidas não representam um grande esforço financeiro. No entanto, situações como o desemprego podem leva-lo a ver-se a braços com a incapacidade de fazer face a esses pequenos valores.


Se a sua ideia é pagar as dívidas na totalidade e ficar apenas com uma prestação, o melhor é recorrer ao crédito pessoal, fazendo assim uma espécie de crédito consolidado.


Neste tipo de crédito consolidado, pode optar por pedir o valor total das suas dívidas e escolher o prazo de pagamento que mais lhe apraz.



JUNTE TODOS OS SEUS CRÉDITOS NUM SÓ
Simplifique as suas contas, consulte agora os nossos especialistas em crédito consolidado. Ao juntar os seus créditos, fica com apenas uma mensalidade, paga sempre ao mesmo dia do mês.

Vamos a contas:

O Bruno tem um cartão de crédito com uma dívida de 1000 euros e um crédito pessoal no valor de 3000 euros. De um dia para o outro, viu-se na iminência de ficar sem emprego e antes de entrar numa situação de ruptura financeira, decidiu por mãos à obra.


O Bruno decidiu fazer um crédito pessoal no valor de 5 mil euros e fazer o pagamento em 24 meses, garantindo que seria um valor mais ou menos fácil de pagar.


O nosso leitor recorreu a 4 bancos para fazer simulações por forma a escolher a melhor opção. A decisão foi fácil de tomar e a prestação mais baixa não foi a vencedora.


Banco

TAEG

Prestação Mensal

Comissões Inicial 

ActivoBank

13.8%

235.62 €

Isento

Santander Totta

16.8%

232.22 €

97.50 €

Montepio

17.4%

241.63 €

78€ a 156€

CGD

18.5%

237.88 €

50€



Como se pode verificar, o banco escolhido pelo Bruno foi o ActivoBank, com uma prestação ligeiramente mais alta mas com taxas anuais bem mais reduzidas e sem custos de iniciação de processo de crédito.


O crédito pessoal, neste caso e nestes valores, é mais uma forma de recorrer ao crédito consolidado, sempre que as dívidas tenham um valor inferior.

 


Veja também: Como conseguir um crédito pessoal mais barato