PLANO DE SAÚDE MEDICARE - 6 mensalidades sem compromisso

Cura para o Alzheimer pode estar perto

Nos próximos 5 a 15 anos pode vir a estar disponível um tratamento para a doença de Alzheimer.

Cura para o Alzheimer pode estar perto
A revelação foi feita pelo investigador Tiago Reis Marques

“Eu estou em crer que a nossa será a última geração a ter estas demências”. A afirmação é do cientista português Tiago Reis Marques, que trabalha no King’s College, em Londres, o maior centro de pesquisa de psiquiatria do mundo.

A revelação foi feita no programa Grande Entrevista, da RTP. Disse Tiago Reis Marques que nos próximos cinco a 15 anos, se pode vir a descobrir a cura para a doença Alzheimer.

A doença de Alzheimer é um tipo de demência. Trata-se de uma doença neurodegenerativa, que provoca uma deterioração irreversível e progressiva das funções cognitivas afetando a atenção, a concentração, a memória ou pensamento e, em última instância, o comportamento, a personalidade e a capacidade funcional de quem sofre da doença.

Atualmente a doença de Alzheimer é incurável. Estima-se que em todo o mundo mais de 35,6 milhões de pessoas sofram de demência. Dizem ainda os números que 5% das pessoas com mais de 65 anos sofre de Alzheimer e estima-se que, em 20 anos, este valor duplique. Ou estimava. Porque as notícias mais recentes dão conta de um cenário mais animador.

Segundo as descobertas mais recentes, correr ou nada pode travar a evolução da doença. Mas não só. A par do exercício físico está também o exercício mental e ambos funcionam como fatores protetores contra o Alzheimer. De acordo com as declarações de Tiago Reis Marques, o exercício mental pode ajudar a reduzir o risco de sofrer de doença de Alzheimer. Dito por outras palavras quanto mais estudos, maior o exercício mental e menor a probabilidade de sofrer de demência, como é o caso da doença de Alzheimer. 

Veja também: