Facebook quer contratar 800 colaboradores em Londres

O Facebook anunciou esta semana que pretende recrutar mais 800 colaboradores para as novas instalações da sua sede em Londres.

Facebook quer contratar 800 colaboradores em Londres
Maioria das vagas são na área da engenharia

Estas novas 800 contratações da gigante das redes sociais expandem a força de trabalho do Facebook na capital britânica para 2.300 colaboradores, o que irá resultar no maior centro tecnológico da empresa fora dos Estados Unidos.

A maioria das vagas são predominantemente em funções de engenharia e, de acordo com a Bloomberg, os candidatos vão começar a ser recrutados no próximo ano para trabalhar na nova sede do Facebook em Londres, um espaço desenhado por Frank Gehry e localizado perto de Oxford Circus, que abriu esta semana.

A nova sede da rede social, para além de alojar os seus colaboradores, hospedará também um espaço incubadora dedicado a startups, chamado LDN_LAB. As startups podem já inscrever-se para participar em programas com a duração de três meses e projetados “para ajudar a alcançar os objetivos de negócios, com orientação e acompanhamento da equipa do Facebook e outros profissionais de topo”.

A decisão do Facebook de expandir sua presença em Londres, apesar da incerteza iminente do Brexit, surge na sequência das atividades de outros gigantes tecnológicos, como o Google e a Amazon. Em julho, a Amazon anunciou mais 450 empregos tecnológicos e abriu um novo escritório em Londres e o Google está a planear construir um edifício de 11 andares em Londres, que criará cerca de 3.000 empregos.

O chanceler britânico, Philip Hammond, disse em um comunicado que “é um sinal de confiança no país que empresas inovadoras como o Facebook invistam aqui”.

O Reino Unido espera que a presença contínua de gigantes tecnológicas como o Facebook e o Google tranquilizem as empresas startups e de capital de risco e reafirme a atratividade de Londres como centro tecnológico na Europa.

Veja também: