Inês Silva
Inês Silva
13 Dez, 2017 - 05:12
Facebook quer contratar 800 colaboradores em Londres

Facebook quer contratar 800 colaboradores em Londres

Inês Silva

O Facebook anunciou esta semana que pretende recrutar mais 800 colaboradores para as novas instalações da sua sede em Londres.

O artigo continua após o anúncio

Estas novas 800 contratações da gigante das redes sociais expandem a força de trabalho do Facebook na capital britânica para 2.300 colaboradores, o que irá resultar no maior centro tecnológico da empresa fora dos Estados Unidos.

A maioria das vagas são predominantemente em funções de engenharia e, de acordo com a Bloomberg, os candidatos vão começar a ser recrutados no próximo ano para trabalhar na nova sede do Facebook em Londres, um espaço desenhado por Frank Gehry e localizado perto de Oxford Circus, que abriu esta semana.

A nova sede da rede social, para além de alojar os seus colaboradores, hospedará também um espaço incubadora dedicado a startups, chamado LDN_LAB. As startups podem já inscrever-se para participar em programas com a duração de três meses e projetados “para ajudar a alcançar os objetivos de negócios, com orientação e acompanhamento da equipa do Facebook e outros profissionais de topo”.

A decisão do Facebook de expandir sua presença em Londres, apesar da incerteza iminente do Brexit, surge na sequência das atividades de outros gigantes tecnológicos, como o Google e a Amazon. Em julho, a Amazon anunciou mais 450 empregos tecnológicos e abriu um novo escritório em Londres e o Google está a planear construir um edifício de 11 andares em Londres, que criará cerca de 3.000 empregos.

O chanceler britânico, Philip Hammond, disse em um comunicado que “é um sinal de confiança no país que empresas inovadoras como o Facebook invistam aqui”.

O Reino Unido espera que a presença contínua de gigantes tecnológicas como o Facebook e o Google tranquilizem as empresas startups e de capital de risco e reafirme a atratividade de Londres como centro tecnológico na Europa.

Veja também: