AUMENTe AS sUAS PROBABILIDADES DE ARRANJAR EMPREGO!

Empresas investigam perfis dos candidatos nas redes sociais antes de os contratarem

As empresas baseiam-se cada vez mais nos perfis dos candidatos nas redes sociais para contratar. Saiba o que é mais e menos valorizado.

Empresas investigam perfis dos candidatos nas redes sociais antes de os contratarem
Facebook e Linkedin são as redes sociais mais procuradas
  • É preciso ter atenção ao que publica nas redes sociais

Hoje em dia a selecção dos candidatos já não se faz só através dos currículos ou das entrevistas presenciais. Se tem perfis criados nas redes sociais, saiba que hoje em dia 93% das empresas investiga os perfis dos candidatos nas redes sociais antes de os contratar.

Segundo notícia avançada, a tendência das empresas é para utilizar cada vez mais as redes sociais para recrutar e pesquisar informação sobre os candidatos. Estas conclusões surgem de um inquérito que uma empresa de software de recrutamento fez a 1.800 gestores de várias empresas em todo o mundo. A ideia era perceber como é que se usam as redes socais para contratar trabalhadores. Cerca de 93% das empresas respondeu desde logo que utiliza muito os perfis dos candidatos para saber informações sobre eles.

Em notícia pode ler-se que “o LinkedIn é a rede mais usada para recrutar e o que os patrões mais querem saber sobre os seus futuros trabalhadores é a sua experiência profissional e a duração dos seus contratos anteriores. O que é que faz com que um perfil seja rejeitado? Dizer abertamente que consome drogas ilegais, publicação com conteúdos sexuais ou erros de gramática”.

Por outro lado, o que é mais valorizado nos perfis é “a ação social do candidato, sendo visto de forma positiva a realização de voluntariado e doações para instituições de caridade”, conclui-se.


Veja também: