5 factores essenciais para vender ouro

Conheça as 5 características fundamentais das suas peças que ditam se podem valer milhares ou cêntimos na hora de o vender o ouro.

5 factores essenciais para vender ouro
O que considerar na hora de vender ouro

Vender ouro está apetecível. Há muita procura, daí os preços altos, por isso aquelas peças de ouro usado que tem lá por casa podem ser uma boa maneira de ter um rendimento extra momentâneo sem ter que recorrer a créditos, evitar o endividamento e equilibrar as finanças pessoais.

 

Contudo a falta de conhecimento dos factores do próprio metal que mais influenciam o seu preço leva a que muita gente perca dinheiro nas vendas de ouro.
Quer perder dinheiro quando for vender o seu ouro? Claro que não, certo?

 

5 pontos que mais influenciam o dinheiro que vai receber pelas suas peças de ouro

1. Tipo

O preço vai variar consoante o tipo de peça fundamentalmente devida à facilidade que algumas peças têm para revenda. Por exemplo, um fio de ouro vale mais que um anel por ser mais fácil revender.

 

2. Antiguidade

Quanto mais antiga, mais valiosa. Mas se for para fundir, o preço baixa em relação a uma peça para revenda.

 

3. Peso

Tendo em conta que o preço é pago à grama, quanto mais pesada for a peça, mais dinheiro irá receber por ela.

 

4. Estado de conservação

Quanto mais impecável estiver a peça (sem riscos ou amolgadelas) mais valiosa se torna.

 

5. Pureza

Finalmente, os quilates. Os quilates medem a pureza do ouro, por isso uma peça com 24 quilates valerá mais do que uma com 18 quilates, precisamente por ser mais pura.

Vender ouro pode ser atrativo, mas nunca venda impulsivamente, seja por desespero ou por outra razão. Tome decisões esclarecidas após um bom período de ponderação e prospecção das condições de mercado e vai ver que o retorno será maior para si.

Boas vendas!

 

Veja também: