Desenvolvimento pessoal: a sua vida é a sua oportunidade!

Abordamos uma questão relevante de experiência pessoal - como se vê a si próprio -, com intuito de o aconselhar sobre como tirar o melhor partido de si e da sua vida.

Desenvolvimento pessoal: a sua vida é a sua oportunidade!
Como usará esta oportunidade?

Todos temos vidas diferentes. Cada vida, cada viagem! Com durações diferentes, uns têm uma viagem mais longa, outros têm-na mais curta. Chegaremos todos ao mesmo porto, ao mesmo destino. A consciência da mortalidade tem uma razão de ser, caso contrário não teríamos sobrevivido enquanto espécie.

Como mortais, constantemente procuramos aumentar as possibilidades de sobrevivência, afastando os fantasmas de pobreza, de morte e todos os sentimentos de insuficiência. Por isso nos agarramos à vida com unhas e dentes! E queremos ter bens, dinheiro, relações, poder, controlo… Queremos ser felizes! E a viagem já está no seu curso, a vida vai acontecendo!

Já decidiu como irá fazer esta viagem?

O que ganhará com ela? Como usará esta oportunidade? Esta escolha é apenas da sua responsabilidade.

Uns aprenderão com tudo o que acontecer, irão transformar-se devido a tudo o que aprenderam ao longo da viagem e chegarão muito diferentes ao destino do que eram quando partiram. Outros chegarão insatisfeitos, queixosos, resignados, zangados, assustados, frustrados, ao destino final.

Cada momento é uma escolha. Sobre cada obstáculo, acidente ou dificuldade pode aprender e evoluir com gratidão para com as experiências e as pessoas que se cruzam consigo ou simplesmente queixando-se do que lhe aconteceu, das pessoas e de si próprio.

Alguma vez se desafiou a tornar as suas experiências do dia-a-dia em experiências de qualidade? Inclui a compaixão para consigo e para com os outros? O respeito e ternura estão presentes? A sua presença no mundo é uma presença bonita?

Na dor, na doença, nas aflições e nas inevitabilidades do sofrimento e do desconforto, a infelicidade é uma opção! Não tem que sentir ou ser infeliz. Isto não significa que fará de conta que o problema não existe ou que terá de virar costas. Desta forma adiaria tudo para mais tarde pagar uma fatura ainda mais pesada. Mas mesmo na vulnerabilidade não tem que ser infeliz.

A sugestão é que o leitor preste atenção à sua qualidade de vida, mesmo nos maus momentos, com consciência, coragem, ternura, numa dualidade de dar e receber para e dos outros. Use o poder da vida, esta oportunidade para se transformar em sabedoria e integridade!

vida feliz

Como?

Estabeleça as suas intenções! As intenções de mudança e evolução serão o seu alvo. Alinhe toda a sua existência com este alvo. Foco! Foque-se bem, sem distrações, amplie o seu olho, intensifique a luz dirigida ao seu alvo se for preciso. Aponte a sua seta ao alvo!

Pode falhar o alvo, claro! São os erros! A trajetória pode falhar! São os erros! A trajetória saiu do eixo! O que o afastou do alvo? Descubra o que está a falhar em si, na sua personalidade, nos seus atos e que estão a destruir o seu alinhamento! Não culpe os outros! Não se culpe a si também.

Apenas mude. Modifique-se com qualidade. Cada erro ou problema é uma oportunidade para melhorar e aprender o que não deve ser, o que não precisa mais e o que não quer mais. Altere o seu padrão, se necessário. Melhore o seu traço na sua viagem!

E volte a fazer mira ao seu alvo! A sua seta entrará no eixo, a sua vida tomará o seu rumo em direção ao seu maior potencial, uma vida com qualidade, com ou sem coisas ou bens materiais. Uma vida de harmonia, cooperação, partilha, alegria e cheia de sentido. A todo o momento poderá corrigir a ajustar a sua trajetória, desenvolvendo este hábito de se examinar, os seus pensamentos, os seus atos, dirigindo-os para o seu potencial mais elevado, em vez de ceder às inadequações de raiva, medo, desespero, ciúmes, vingança, controlo, etc.

Todos os dias tem esta incrível oportunidade de gerar o seu melhor potencial, a sua melhor versão, a reverência pela vida!

Veja também:

Ana Luisa Santo Ana Luisa Santo

Enfermeira especializada em acupuntura e medicina tradicional chinesa. É uma apaixonada pela saúde natural e terapias alternativas, explorando ativamente formas seguras de cuidar a saúde e o bem-estar. Trabalhou no Serviço de Cuidados Intensivos do Hospital Geral Santo António, Porto. Atualmente trabalha na consulta de acupuntura do Hospital da Lapa. Docente no Instituto Jean Piaget. Enfermeira voluntária na AMI.