Carros a GPL pagam menos IUC?

O Imposto Único de Circulação sofreu um ligeiro aumento este ano. Perceba se carros a GPL pagam menos IUC, ou se vale a pena investir no sistema bi-fuel.

Carros a GPL pagam menos IUC?
O IUC é influenciado pela emissão de dióxido de carbono

Carros a GPL pagam menos IUC? Com o Orçamento de Estado de 2017, o Imposto Único de Circulação (IUC), sofreu um ligeiro aumento. Apesar disso, no que diz respeito às taxas que contemplam as emissões de dióxido de carbono (CO2), apenas se registou aumento para veículos que emitam mais de 180 g/km de CO2.

Se estiver a pensar adquirir carro, ou simplesmente a tentar contornar a questão do aumento do IUC para emissões altas de dióxido de carbono, vale a pena adquirir um automóvel a gás, ou melhor dito, a GPL?

É importante referir que o IUC é calculado tendo em conta a categoria do automóvel (determinado a partir do ano de matrícula), a cilindrada do automóvel, a emissão de CO2 e o ano/mês da matrícula, e normalmente é fixo todos os anos.

abastecer

BI-FUEL: CARROS A GPL PAGAM MENOS IUC?

Se tenciona transformar o seu automóvel a gasolina e instalar um kit GPL, a diferença no IUC não vai existir. Continuará a pagar o mesmo valor de imposto (não contemplando possíveis aumentos), porque a possibilidade de utilizar a gasolina como combustível continua a existir. Ou seja, é o combustível de origem que vai prevalecer aqui.

A cilindrada do automóvel é um fator que pesa na equação, e por isso mesmo, está diretamente ligada à produção de CO2. Um automóvel com menos cilindrada vai logo produzir menos CO2 e reduzir o imposto.

CARROS GPL DE ORIGEM

Os carros a GPL pagam menos IUC se compararmos a relação direta entre a sua cilindrada e um veículo a gasolina com cilindrada semelhante, dentro dos critérios da tabela em vigor este ano.

Por exemplo, enquanto um veículo a gasolina de, por exemplo, 1300 cm3 e com matrícula de 2005, paga 36€ de IUC, um veículo a GPL com a mesma cilindrada vai pagar quase 18€. Portanto, praticamente metade. Estes valores são também válidos para carros a gasóleo (estes casos têm que pagar uma taxa extra de emissão de CO2).

Na tomada de decisão, a transformação de um automóvel em bi-fuel é sempre importante relativamente à proteção do meio ambiente, apesar da diferença no imposto não existir. Contudo, se quiser poupar no IUC, os carros a GPL pagam menos IUC e podem ser uma boa escolha. É, contudo, sempre indispensável ter em atenção os escalões na tabela que separam os diversos níveis de cilindrada.

Os dados de emissão de dióxido de carbono podem ser consultados no livrete do veículo. Os valores a pagar vão também depender muito do ano de matrícula do automóvel. Carros mais antigos pagam menos.

O IUC incide sobre a propriedade e não sobre a circulação do automóvel propriamente dita.

Veja também:

Júlia Rocha Júlia Rocha

Licenciada em Ciências da Comunicação pela Universidade do Porto, sempre se deu bem com os livros, teclados de computador e canetas. A importância da palavra escrita num mundo tecnológico, aliada à história, ao cinema, literatura e televisão, são os seus maiores campos de interesse.