Como verificar os sinais de desgaste do carro

Os anos passam e o seu carro vai mudando. Assim, há sinais de desgaste do carro a que deve estar atento. Saiba o que verificar e conheça algumas soluções.

Como verificar os sinais de desgaste do carro
Saiba o que avaliar e como fazê-lo

Não são apenas as pessoas que envelhecem, também o passar dos anos tem efeitos negativos para os carros. No entanto, tal como é possível envelhecer bem, também os automóveis podem fazer essa viagem pelo tempo sem tantos danos. Desta forma, e se for comprar um carro usado, há alguns aspetos a ter em conta. 
Vamos fazer uma viagem para saber verificar sinais de desgaste do carro


Quer saber mais?
Mantenha-se a par das últimas novidades do setor automóvel. Registe-se no E-Konomista. As dicas, as novidades e as melhores soluções de seguros para o seu automóvel.

O exterior

Um simples olhar permite-nos saber algumas informações sobre a vida que o carro teve. Pequenas amolgadelas e riscos leves revelam uma utilização um pouco descuidada, Contudo há solução: é possível retirar amolgadelas em casa e os riscos resolvem-se ao polir o carro.
Alguns carros têm manchas no capot e no tejadilho, sinal que são veículos que "dormem" na rua. Assim, a pintura pode revelar muito acerca de um automóvel.


O interior

Se preferir uma denominação mais desportiva pode chamar-lhe cockpit, independentemente disso neste pequeno espaço há vários sinais de desgaste do carro.
  • Tablier: ao fim de alguns anos revela muito a qualidade do plástico, e se perde resistência e cor tem tendência a partir. Procure plásticos de boa qualidade.

  • Volante: este círculo é essencial para a utilização do carro e as nossas mãos podem ser bastante destrutíveis. Há sempre a possibilidade de o restaurar, contudo pode evitar o desgaste utilizando uma capa.

  • Pedais: os nossos pés estão sempre a acelerar e travar, e se conduzir com mudanças manuais há também a embraiagem. É normal haver um desgaste dos pedais e é sempre possível trocá-los.

  • Estofos: estes podem ser em pele o tecido e até mistos. Veja se a pele está estalada, já que é necessário haver alguma manutenção, utilizando hidratantes. Contudo, nos três tipos de estofos deve sempre verificar se há rasgos. O estado interior, ou seja, as esponjas também devem ser tidas em conta, já que afetam o conforto.

Não se esqueça de confirmar se o desgaste dos componentes bate certo com o número que o conta quilómetros indica. Um carro com 50 mil quilómetros não pode ter a aparência de um com 200 mil. 
Lembre-se! Verifique todos os componentes elétricos.


A mecânica

  • Motor: o coração tem alguns sinais de desgaste do carro. Ruídos, baixo rendimento e consumo de óleo, apesar de este último poder ser um problema crónico de alguns motores, revelam o desgaste do carro.

  • Suspensão: este componente pode tornar a viagem muito boa, ou muito má, já que tem um papel importante no conforto. Ruídos, balanceamento excessivo são alguns sinais de desgaste do carro.

  • Caixa de velocidades: esteja atento a folgas excessivas e à dificuldade de meter uma mudança.

Não se esqueça de fazer boas viagens.


Veja também: