Dentista low cost: onde encontrar?

É possível cuidar da saúde oral sem gastar uma fortuna. Confira 4 opções para ir a um dentista low cost.

Dentista low cost: onde encontrar?
Proteger a sua saúde oral não tem que custar uma fortuna

A saúde dentária em Portugal não está nos seus melhores dias, muito pelo facto de as consultas do dentista serem bastante dispendiosas e parte da população não ter disponibilidade financeira para aceder às mesmas. A boa notícia é que já é possível cuidar da sua saúde oral através de um sistema de dentista low cost.

São poucos os seguros de saúde que cobrem as consultas de estomatologia e, quando o fazem, o seu prémio mensal geralmente dispara. Existem, ainda assim, outras opções para aceder aos cuidados médicos dentários sem ter que pagar uma fortuna.

Dentista low cost: 4 opções

Universidades de Medicina Dentária

Recorrer às universidades de medicina dentária é uma excelente opção para quem procura um dentista low cost. As consultas são realmente mais baratas e o atendimento não fica nada a desejar, pois apesar de ser feito por “estudantes”, estes estão sempre acompanhados pelos supervisores (professores) e o tipo de operação é sempre adequada à experiência do estudante.

A maior desvantagem desta opção é o tempo de espera: há cada vez mais pessoas a recorrer a este sistema e, por vezes, a espera é superior a um mês.

Centro de Saúde / Hospital de Referência

Em 2016, foi criado um projeto piloto que visava a criação de um espaço para atendimento médico dentário em alguns centros de saúde, pelo que nem todos têm este serviço disponível.

No entanto, caso tenha algum problema a tratar, marque uma consulta para que lhe seja passado um “P1” e seja encaminhado para a especialidade de estomatologia no seu hospital público de referência. Desta forma, tem acesso a tratamentos dentários a um preço reduzido (valores do sistema nacional de saúde).

Cheques dentista

Para determinados grupos de pessoas (crianças de 7, 10, 13 e 15 anos a frequentar as escolas públicas, idosos do complemento solidário, grávidas, portadores de VIH/SIDA, beneficiários do PIPCO – Projeto de Intervenção Precoce do Cancro Oral –  e todos os jovens de 18 anos que tenham sido beneficiários do PNPSO – Programa Nacional de Promoção de Saúde Oral – e concluído o plano de tratamentos aos 16 anos), existem os chamados cheques dentista.

E em que consistem? São uma espécie de “vales” que lhe garantem consultas e tratamentos numa das clínicas privadas que tenham acordo com esta opção de dentista low cost. O número de cheques dentista varia consoante a situação em que se encontra. As grávidas, por exemplo, têm direito a três cheques dentista durante o período de gestação e primeiros três meses de puerpério.

Cartão de saúde dentária

Existe uma alternativa aos seguros de saúde ou seguros dentários. São uma espécie de cartão de descontos, em que o utilizador paga uma mensalidade geralmente baixa (ronda os 5 euros) e garante uma série de descontos no acesso a tratamentos dentários em diversas clínicas privadas. Cada vez mais companhias de seguros têm esta possibilidade.

Veja também: