8 dicas para ser muito mais produtivo nos estudos

Aumente a sua produtividade nos estudos com as nossas sugestões tão simples de seguir.

8 dicas para ser muito mais produtivo nos estudos
Estudar muito? Não, o segredo é estudar bem

Os exames nacionais e os processos de candidatura à universidade estão a atrapalhar o sono? Então, apostamos que não vai querer perder as nossas 8 dicas para ser muito mais produtivo nos estudos.

Os exames já espreitam e a entrada na universidade está mesmo quase a acontecer. Se está a tentar fazer com que os estudos rendam mais e ainda não encontrou a fórmula milagrosa, saiba que não há segredo. O truque é seguir alguns passos simples e indispensáveis ao sucesso. Tome nota e impressione com os seus resultados.

8 dicas para ser muito mais produtivo nos estudos

melhorar a produtividade nos estudos

Pare e pense: o que está a fazer para ser mais eficaz nos estudos? Sabe que hábitos deve adotar para ter uma rotina mais produtiva?  Há muitas dicas valiosas quando o assunto é garantir os bons resultados académicos – e sem stress. Conheça os 8 passos que são o empurrão bem dado para o sucesso na aprendizagem.

1. Faça já uma lista de tarefas

O primeiro passo a dar para melhorar – e muito – a sua produtividade nos estudos é criar uma agenda (e respeitar o que lá está assinalado). Crie listas de tarefas e marque as que já foram realizadas. Isso, para além de contribuir para a melhor gestão do seu tempo, vai aumentar a dose de motivação – e a melhor consequência disto é o crescimento da produtividade.

Para começar, faça um plano dos conteúdos e defina horários e objetivos. Durante os seus dias, garanta que consegue seguir a lista. Não estude com base na quantidade, mas sim com alicerces bem fundamentados na qualidade.

2. Desconecte-se do mundo

Temos uma pergunta para si: durante os estudos, quantas vezes vai espreitar as redes sociais? Parece repetitivo, mas a verdade é que a tecnologia tem mesmo um impacto negativo no seu rendimento académico – por isso, na altura de estudar, desligue tudo aquilo de que não precisa. Não esqueça que computadores, telemóveis e tablets podem ajudar nos processos de aprendizagem e auxiliar nos estudos, mas também podem significar grandes distrações.

Sempre que sentir que a tecnologia atrapalha a sua concentração, reveja os seus hábitos até perceber como pode alterá-los – de imediato, vai perceber a diferença. Afaste-se dos dispositivos eletrónicos e melhore a sua produtividade.

3. Dê valor ao pormenor

Aprenda técnicas para treinar o seu olhar e seja capaz de observar os detalhes. Leu o conteúdo, mas sente que passou ao lado de alguma informação? Volte atrás e faça uma nova leitura. Aprenda a estudar com tempo e deposite a sua atenção nos pormenores. Dedique-se a este treino e lembre-se: há pequenas coisas que podem alterar o seu entendimento sobre um facto, um conceito ou uma fórmula – e são elas que podem prejudicar o seu rendimento nos estudos.

4. Faça intervalos (mesmo)

faça pausas

Programe os horários de estudos, mas não esqueça de agendar as pausas – são elas que vão impedir que sobrecarregue a sua mente. Quer render mais? Levante para um café, ou aproveite para passear o cão. O cérebro, tal como os músculos, necessita de exercício para evoluir e tornar-se mais forte… Mas são as pausas que o vão ajudar a repor as energias. Carregue as baterias com intervalos.

5. Descubra qual é o seu horário mais produtivo

Esta regra vale ouro. Se ainda não o fez, está na altura de parar para pensar e avaliar os momentos do dia em que é mais produtivo. Se é uma pessoa que gosta de viver as manhãs com toda a energia e consegue aplicar esta boa disposição aos estudos, reserve este horário para a vida académica. Se, por outro lado, é uma pessoa que precisa de tempo para acordar e sente-se com mais disposição à medida que o dia avança, programe os estudos para esta altura. O horário pode influenciar nos seus resultados.

6. Estude num ambiente organizado

dicas para ser muito mais produtivo nos estudos

Não, não é apenas conselho de mãe. Acredite: a organização dos espaços à volta influencia na sua capacidade de assimilar e memorizar informações essenciais. A regra que trazemos para si é: organize-se já. Pilhas de livros e papéis em excesso na secretária? Livre-se disso. Lixo à vista? Deite fora. Mantenha o seu ambiente de estudo aconchegante e vai notar as diferenças.

7. Respeite os sinais que o seu corpo dá

Há fatores biológicos que deve ter em muita consideração. Saltar refeições ou não dormir bem podem mesmo ser erros graves para quem quer ser mais produtivo nos estudos. Dê atenção aos sinais que o seu corpo envia e priorize, também, o seu bem estar físico. Faça uma dieta equilibrada e saudável, beba bastante água, respeite as horas de sono e invista algum tempo na prática de atividade física. O seu corpo e a sua mente agradecem.

8. Procure um sítio sossegado para estudar

Aqui a dica é: fique longe dos ruídos. Será muito difícil conseguir memorizar dados importantes ou aquela fórmula de física se estiver a estudar ao som da rádio, ou com pessoas a conversarem por perto. Não acreditamos que seja impossível, mas o objetivo é aumentar a produtividade… Certo? Então passe ao lado de ambientes dispersos e procure um sítio sossegado na hora de estudar.

Em casa, procure isolar-se num ambiente longe da rotina familiar – e não esqueça de avisar que não quer ser interrompido. Se ainda assim não for possível bloquear as distrações, procure por outras soluções, como estudar numa biblioteca, por exemplo.

Preparados para mudar de hábitos e fazerem um brilharete nos exames?

Veja também: